Ana Paula fala em perseguição do Judiciário a Bolsonaro e teme que presidente seja ‘calado’ como Trump

Comentaristas do programa Os Pingos Nos Is analisaram declaração do presidente sobre conspiração para prendê-lo em caso de derrota nas eleições

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2022 19h13
Clauber Cleber Caetano/PR - 27/07/2022 Jair Bolsonaro Chefe do Executivo disse que seus opositores querem acusá-lo de atos antidemocráticos

Em discurso feito em agenda com pastores nesta quinta-feira, 4, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse haver uma conspiração para prendê-lo caso ele não seja eleito. Para o chefe do executivo, seus opositores pretendem acusá-los de atos antidemocráticos, semelhantemente ao que aconteceu com a ex-presidente da Bolívia, Jeanine Áñez, condenada a 10 anos de prisão sob justificativa de ter elaborado um suposto golpe contra o presidente Evo Morales em 2019. Ele ressaltou que sempre fala disso por onde passa e que é mais fácil estar do outro lado. Bolsonaro ainda pediu a união de todos para que o bem vença o mal. O presidente também disse que não espera acusações somente contra ele, mas contra toda sua família. No mesmo evento, Bolsonaro voltou a fazer críticas ao sistema eleitoral e fez novos pedidos por eleições transparentes. Segundo o chefe do executivo, três ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ‘acreditam cegamente’ nas pesquisas do Datafolha.

Durante o programa Os Pingos dos Is, da Jovem Pan, desta quinta-feira, 4, a comentarista Ana Paula Henkel comparou a situação de Bolsonaro com a do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e disse ter medo de que o atual mandatário tenha as redes derrubadas antes da eleição. “As similaridades são muito parecias. Eu confesso que tenho medo que, até a eleição, alguma coisa possa acontecer para que derrubem as redes do presidente Bolsonaro, como foi feito aqui nos Estados Unidos. Como falamos, hoje tempo de rádio e de TV dos partidos significa muito pouco, ou quase nada. A campanha e o debate nós encontramos nas redes sociais. E nós sabemos que existe uma perseguição pessoal do Judiciário, aliado a membros do Congresso, para calar o presidente Bolsonaro. Que fiquemos alertas porque o caminho que fizeram nos Estados Unidos estão tentando fazer da mesma maneira, com as mesmas ferramentas, com o presidente Bolsonaro”, afirmou Ana Paula.

Confira a íntegra do programa desta quinta-feira, 4: