Guaidó: ‘Nossa luta não é por cargo, mas para resgatar a Venezuela’

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2020 19h12
EFEJuan Guaidó, presidente interino da Venezuela

Juan Guaidó afirmou nesta terça-feira (28) em entrevista exclusiva ao programa Os Pingos nos Is que não acredita que se precipitou ao se autoproclamar presidente interino da Venezuela, mesmo sem acordo com a ala parlamentarista ligada ao ditador Nicolás Maduro. Segundo ele, “nunca é um mau momento para se fazer o certo”.

“A nossa luta não é por um cargo político, mas para resgatar a Venezuela. É pela nossa liberdade e direito de completar a transição para uma verdadeira democracia no país. Recuperar os serviços básicos e direitos humanos suprimidos na ditadura”, disse.

Guaidó foi reconhecido como presidente interino por mais de 60 países, como Brasil e Estados Unidos, além de organizações internacionais como o Grupo de Lima e a Organização dos Estados Americanos (OEA).

Dentre os problemas enfrentados pela Venezuela, ele citou o narcotráfico, a perseguição a jornalistas, a falta de gasolina e a fome. “É um problema que se retroalimenta”, explicou.

Guaidó falou, ainda, que as dificuldades tendem a se agravar durante a pandemia do novo coronavírus. De acordo com ele, os números divulgados pelo governo estão manipulados.

A crise venezuelana agravou-se desde janeiro de 2019, quando Guaidó jurou publicamente assumir as funções de presidente interino até conseguir afastar Nicolás Maduro do poder, convocar um governo de transição e eleições livres no país.