Lasier defende impeachment de ministros do STF e critica Alcolumbre

Segundo ele, pedidos feitos pelos parlamentares vão parar ‘nas gavetas do presidente do Senado’

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2020 19h21 - Atualizado em 19/06/2020 19h21
Agência SenadoLasier afirmou que Alcolumbre age de maneira 'ditatorial'

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) desaprova as posturas adotadas pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Em entrevista ao programa Os Pingos nos Is nesta sexta-feira, 19, ele defendeu o impeachment de Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandovski e Gilmar Mendes. Além disso, criticou Alcolumbre por não colocar os pedidos feitos na Casa para votação.

“A questão do impeachment vem sendo já uma hipótese muito remota desde o ano passado, quando pediram o impeachment de ministros e o destino acabou sendo as gavetas do presidente do Senado”, afirmou Lasier. “Tem muita gente com o rabo preso, que não pode desagradar o STF porque isso pode ter um retorno, vivemos um momento lamentável”, continuou.

O parlamentar citou os episódios recentes envolvendo o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito que apura a disseminação de fake news e ofensas aos membros da Corte, e disse que há “uma evidente usurpação de funções”. “Quando o Supremo erra, não há quem o corrija. Todos são iguais perante a lei, mas atualmente os ministros estão acima da lei”, destacou.

Lasier afirmou que Alcolumbre age de maneira “ditatorial” e disse esperar que haja uma nova eleição para a presidência do Senado, com uma pessoa “aberta, democrática e que atenda as necessidades da mesa e do Plenário”.