‘Povo entendeu que liberdade está acima de tudo e de mãos dadas com a Constituição’, diz Ana Paula

Comentarista do programa Os Pingos Nos Is falou sobre a participação do povo brasileiro nos atos realizado nesta terça-feira, 7

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2021 20h04
RONALDO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Manifestações na avenida Paulista Ato reuniu cerca de 125 mil pessoas na Avenida Paulsita

Milhares de pessoas se reuniram nesta terça-feira, 7, em atos de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e em comemoração ao 7 de setembro. Além de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, ao menos outras catorze capitais registraram protestos, sendo elas: Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Belo Horizonte, Vitória, Goiânia, Salvador, Recife, Fortaleza, Maceió, São Luís, Belém, Manaus, Porto Velho e Boa Vista. Algumas delas também tiveram protestos contra o chefe do Executivo. Em São Paulo, os manifestantes se concentraram na Avenida Paulista, uma das mais famosas da cidade, e viram o presidente fazer um discurso duro contra o ministro Alexandre de Moraes. “Sai, Alexandre de Moraes, deixa de ser canalha. Deixe de oprimir o povo brasileiro, deixe de censurar o seu povo brasileiro”, disse Bolsonaro durante seu discurso na capital paulista.

A comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, Ana Paula Henkel, que participou do ato na Avenida Paulista, afirmou que os manifestantes celebraram o discurso do presidente e que a ruptura constitucional já aconteceu, responsabilizando as ações do ministro Alexandre de Moraes. “Quando o presidente Bolsonaro chegou para discursar, foi um barulho ensurdecedor. A Paulista toda parecia estar tremendo com o discurso do presidente. Discutir impeachment eu não sei como. Porque o povo foi para as ruas e entendeu que para poder defender esse governo e esse Executivo, ou outro político ou outra ideia desse ou de outro governo, o público entendeu que a liberdade está acima de absolutamente tudo que é mais sagrado e de mãos dadas com a Constituição. E nós temos visto a ruptura. Embora muitos amanhã vão colocar que o presidente Jair Bolsonaro quer causar uma ruptura, eu acho que ela já foi dada. Ela já aconteceu com o Supremo Tribunal Federal, já aconteceu com essa caneta tirânica do ministro Alexandre de Moraes, não respeitando o Estado Democrático de Direito”, analisou Ana Paula.

Confira a íntegra do programa desta terça-feira, 7: