Cabo Daciolo critica Malafaia e Feliciano: ‘Vão ter que se reconciliar com Jesus’

Em entrevista ao Pânico, deputado falou sobre passagem pelo PSOL e apoio à pré-candidatura de Ciro Gomes: ‘Fui impulsionado pelo Espírito Santo’

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2022 15h55
Reprodução/Jovem Pan News cabo daciolo no estúdio do pânico Cabo Daciolo foi o convidado desta sexta-feira, 28, do programa Pânico

Nesta sexta-feira, 28, o programa Pânico recebeu o deputado federal Cabo Daciolo. Evangélico convertido desde 2004, ele fez críticas a pastores e membros da bancada evangélica, como Silas Malafaia e Marco Feliciano. “O Criador não é de esquerda nem direita. Silas Malafaia. Edir Macedo, R.R. Soares e Marco Feliciano, esse grupo vai ter que se reconciliar com Jesus logo, porque eles vão cair. Esse grupo se perdeu. Estão comercializando a palavra. Eles vão cair”, declarou. “Eu preguei para muitos, vivo dentro de comunidades. Temos quase 1 milhão de presos, o sistema carcerário no sistema do feudalismo, aquela coisa bem triste, quase 90% dos garotos no tráfico são desviados ou filhos de evangélicos.. Formamos mais de 300 jovens, a grande maioria dos garotos estavam perdidos no mundo, hoje são chefe de família com profissão. O sistema não quer, é proposital, são milhões ganhos por semana no tráfico.”

Ex-filiado ao PSOL, Cabo Daciolo rebateu críticas que apontam sua passagem pelo partido como inconsistente. Para ele, sua permanência na legenda ocorreu por motivos divinos. “A palavra de Jesus Cristo mostra que ele não veio para pregar para os que estão com saúde, mas para os enfermos. Preciso anunciar para quem precisa ouvir. O que eu fiz no PSOL? Eu anunciava o reino, falava de amor. Amo o PSOL de forma geral. Várias pessoas não tinham experiência com o reino de Deus. Vai muito além da política”, disse.

Em dezembro, Daciolo retirou sua candidatura para apoiar Ciro Gomes na campanha pela República. Segundo ele, a decisão veio após uma visita ao pedetista ao Ceará. “Encontrei com o Ciro na casa dele, anunciei reino para ele. Fui impulsionado pelo Espírito Santo para falar de amor com ele. Acredito na transformação do homem. Quem faz a transformação do homem é o amor de Deus. Acredito que Ciro abriu seu coração para Jesus Cristo, acredito na transformação dele e no potencial político dele. Ele tem um cenário de desenvolvimento político para a nação. Ele tem uma base importante, que é a do PDT”, disse o militar, que vê o pré-candidato como um empecilho no caminho de Lula nas eleições de 2022: “O Ciro nunca foi um raiz do grupo deles. Ciro era o novinho no meio daquele grupo, era o garoto. O Lula, que se apossou do poder, simplesmente pensou: ‘Esse garoto tem inteligência, se eu der, vai brilhar mais que eu’. Lula quer unificar toda esquerda em volta dele. O Ciro atrapalha isso tudo.”

Confira na íntegra a entrevista com Cabo Daciolo: