Felipe Prior será intimado a depor sobre denúncias de estupro

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2020 11h06
Reprodução/GloboFelipe Prior é acusado de estupro

O arquiteto Felipe Prior, ex-participante do BBB 20, será intimado na próxima semana a depor sobre as acusações de estupro reveladas contra ele no começo do mês.

Segundo a delegada Maria Valéria Pereira Novaes, da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, Prior será apenas ouvido e não tem chances de já ser preso. “Não existe nenhuma possibilidade de eu pedir a prisão dele. Não tem nem motivo, ao menos não pelo que temos até então”, disse em entrevista à revista Marie Claire.

“No momento estamos na apuração dos fatos e na junta de elementos. A Polícia Civil não tem interesse algum em pender para um lado ou outro. Não fazemos juízo de valor. Meu papel é investigar e entregar tudo para a apreciação da Justiça”, continuou a delegada.

Acusações

Felipe Prior é acusado de estupro por duas mulheres. O primeiro caso teria acontecido em 2014, durante jogos universitários de arquitetura. O ex-BBB teria estuprado a mulher dentro de um carro enquanto dava uma carona para ela.

O segundo caso teria acontecido em 2018, também nos jogos universitários de arquitetura. Segundo a suposta vítima, ela foi estuprada pelo arquiteto dentro de uma barraca. A mulher relatou que o ato sexual começou com o consentimento dela, mas Prior não parou quando ela pediu e inclusive machucou a vagina dela.

Além das duas mulheres que acusam Felipe Prior de estupro, uma terceira o acusa de tentativa de estupro. Segundo a denúncia, o caso aconteceu em 2016, também nos jogos universitários, e o ex-BBB teria tentado forçar relação sexual sem camisinha.

Depois da divulgação das denúncias pela revista Marie Claire, Prior publicou um vídeo se defendendo. Ele disse estar com a consciência tranquila e garantiu que nunca cometeu violência sexual.