J.K Rowling, autora de ‘Harry Potter’, expõe ameaça de seguidor e explica o motivo

Ameaçada com uma bomba caseira, escritora disse que recebe esse tipo de mensagem com frequência desde que ela foi ‘cancelada’ por fazer um comentário considerado transfóbico

  • Por Jovem Pan
  • 19/07/2021 15h24 - Atualizado em 19/07/2021 18h37
Reprodução/Twitter/JK Rowling/19.07.2021J.K Rowling falou que tem sido alvo de ataques virtuais de ativistas trans

A escritora britânica J.K Rowling, autora de sucessos como a saga “Harry Potter” e a franquia “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, fez um desabafo nas redes sociais nesta segunda-feira, 19, sobre os ataques virtuais que passou a receber desde que fez um comentário considerado transfóbico. J.K Rowling postou um print de uma mensagem na qual um seguidor escreveu: “Desejo a você uma bomba caseira na sua caixa de correio”. A autora então comentou: “Para ser justa, quando você não pode fazer com que uma mulher seja demitida, presa ou demitida por sua editora e quando o cancelamento apenas faz com que as vendas de seus livros aumentem, só há um caminho a seguir”.

Em junho do ano passado, a autora foi criticada nas redes sociais ao questionar a expressão “pessoas menstruam” e até o ator Daniel Radcliffe se posicionou sobre o assunto. Um seguidor perguntou se as ameaças de morte tinham relação com esse episódio que a fez ser “cancelada” e J.K Rowling respondeu: “Sim, agora centenas de ativistas trans ameaçaram me espancar, estuprar, assassinar e me bombardear”, escreveu a criadora do universo de “Harry Potter” no Twitter. A escritora também agradeceu aos fãs que tem a apoiado. “Tenho que voltar ao meu capítulo agora, mas a todas as pessoas que me enviaram mensagens lindas, gentis, engraçadas e de apoio, muito obrigado. Queria ter tempo para responder a todos vocês, mas Strike e Robin [personagens do seu novo livro] estão em um estágio complicado de sua investigação, então preciso dar algumas pistas a eles”, finalizou a britânica.