Morre cantora Gal Costa aos 77 anos

Artista, vista como um dos grandes nomes da MPB, estava se recuperando de uma retirada de um nódulo

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2022 11h22 - Atualizado em 09/11/2022 12h37
Reprodução/Instagram/galcosta Gal Costa Gal Costa foi um dos maiores nomes da MPB

A cantora Gal Costa, consagrada como um dos maiores nomes da MPB, morreu aos 77 anos na manhã desta quarta-feira, 9. A assessoria de imprensa da artista confirmou a informação à Jovem Pan e, em nota, disse que não tem mais informações para passar no momento. Ela estava se recuperando de uma retirada de um nódulo da fossa nasal, mas ainda não se sabe se a morte está relacionada a isso. A cantora ficou internada no final de setembro e, na ocasião, a equipe da artista não deu detalhes sobre seu estado de saúde. Gal nasceu em 26 de setembro de 1945 em Salvador, Bahia, e conquistou o Brasil com a potência da sua voz. Em seus 57 anos de carreira, a artista emplacou sucessos como Chuva de Prata, Baby, Lágrimas Negras e Canta Brasil. Ela começou a se apresentar na década de 1960 junto com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Tom Zé em um espetáculo apresentado em Salvador. Logo, a artista, que tinha João Gilberto como uma de suas inspirações, mudou-se para o Rio de Janeiro e foi conquistando seu espaço na música. Fez parte do álbum “Tropicalia ou Panis et Circencis” e seu primeiro sucesso solo foi Baby, uma composição de Caetano Veloso. Na década de 1970, Gal lançou discos, participou do “Doces Bárbaros” e fez sucesso ao gravar a abertura de “Gabriela”, novela da Globo. 

Já na década de 1980, a cantora participou de várias produções para a TV e gravou o disco “Aquarela do Brasil”, ressaltando a obra do compositor Ary Barroso. Na década de 1990, lançou os discos “Plural” e “Gal” e gravou os CDs “Acústico MTV” e “Gal Costa Canta Tom Jobim Ao Vivo”. Em 2012, a artista foi eleita pela revista Rolling Stone como a sétima maior voz da música brasileira de todos os tempos. Atualmente, Gal estava em turnê com o show “As Várias Pontas de Uma Estrela”, que contava com um repertório cheio de sucessos dos anos 1980. A artista se apresentaria no “Primavera Sound” no último dia 5 de novembro, mas o show foi cancelado. O anúncio foi feito pelas redes sociais do festival no último dia 17 de outubro: “Após o procedimento de retirada de nódulo na fossa nasal direita, realizado há três semanas, encontra-se em processo de recuperação e, seguindo as recomendações médicas, suas apresentações estão suspensas até o final do mês de novembro, não sendo possível sua participação no festival Primavera Sound, como era previsto”. Na vida pessoal, a cantora, que era assumidamente bissexual, sempre foi discreta. Ela deixa um filho, Gabriel, de 17 anos.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.