Morre Quino, cartunista criador da Mafalda, aos 88 anos

Argentino, cujo nome real era Joaquín Salvador Lavado, morreu nesta quarta-feira (30) na cidade de Mendoza

  • Por Jovem Pan
  • 30/09/2020 12h35 - Atualizado em 30/09/2020 12h36
Fotos: Reprodução e EFE; Montagem: Jovem PanMafalda foi criada na década de 60 e foi o maior sucesso do cartunista

O cartunista argentino Joaquín Salvador Lavado, conhecido como Quino e criador da personagem Mafalda, morreu nesta quarta-feira (30), na cidade de Mendoza, aos 88 anos, segundo confirmaram pessoas próximas ao artista. O desenhista, que havia voltado para a cidade natal no fim de 2017, após ficar viúvo, vinha sofrendo com problemas de saúde, embora ainda participasse de eventos em que era homenageado pela obra que criou.

Mafalda foi criada em 1962, durante o primeiro emprego de Quino como desenhista publicitário. A personagem seria estrela de uma peça de propaganda, mas foi descartada na época. Em 1964, o cartunista retornou a desenhar Mafalda, dessa vez como tirinhas que acabaram ficando famosas em jornais de todo o mundo. Livros das histórias de Mafalda já foram traduzidos em mais de 30 idiomas. Em 1982, a menininha estrelou o próprio filme produzido pela Argentina. Manolito, Susanita, Guille, Felipe, Liberdade e Burocracia são outros personagens e companheiros de Mafalda criados por Quino. Em 1973, após quase 2 mil tirinhas de Mafalda, Quino decidiu que não a desenharia mais e passou a criar histórias com tom político.

*Com EFE