Pai de Avicii afirma que ‘fama e fortuna’ podem ter levado seu filho a cometer suicídio

DJ sueco morreu em 2018 em Omã, quando tinha apenas 28 anos

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2021 18h43
Reprodução/Facebook DJ Avicci: homem branco loiro, com barba

Klas Bergling, pai do músico Avicii, comentou sobre o que pode ter levado seu filho a cometer suicídio em 2018. Segundo ele, Tim Bergling (nome verdadeiro do DJ) tinha uma relação complicada com a fama e a fortuna que conseguiu, o que o levou ao alcoolismo e ao vício em opioides. Na ocasião da morte, Avicii já havia se afastado da carreira havia dois anos para lidar com os problemas emocionais e estava em uma viagem a Omã com amigos. Para Klas Bergling, o filho era um homem ‘tímido e introvertido’ que sofreu para se adaptar ao sucesso. Embora não saiba dizer exatamente o que levou o filho ao suicídio, Klas alertou que ‘fama e fortuna são uma combinação perigosa’ e disse que deveria haver mais estruturas para artistas jovens ascendentes. O pai do DJ também relatou ter sofrido muito quando precisou internar o filho em uma clínica de reabilitação em 2015, e que foi ingênuo em achar que aquilo resolveria tudo. Após a morte de Avicii, Klas Bergling e a esposa Anki Liden criaram a Fundação Tim Bergling e se tornaram ativistas em prol da saúde mental e da prevenção do suicídio.