Pai de piloto nega que Gabriel Diniz tenha pegado carona: ‘Voo foi fretado’

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2019 10h47 - Atualizado em 28/05/2019 10h48
Reprodução/InstagramCantor de 28 anos morreu após queda de avião nesta segunda-feira (27)

O pai do piloto Gabriel Abraão Farias negou que Gabriel Diniz tenha pegado carona no avião monomotor, como foi informado anteriormente pelo Aeroclube de Alagoas. Em entrevista à TV Gazeta nesta terça-feira (18), Erivaldo Farias informou que o cantor pagou pela voo fretado.

“Ele saiu de Maceió, do aeroclube pra Salvador. Lá ele arrumou um hotel para meu filho e o copiloto ficarem. Quando terminou o show, eles iam retornar pra cá. Mas não teve carona, o voo foi fretado e o aeroclube sabia. A aeronave estava em dia e o piloto também”, afirmou o pai do piloto.

Gabriel Abraão Farias, 27 anos, e o copiloto Linaldo Xavier Rodrigues, 37 anos, também morreram na queda do avião que matou o cantor Gabriel Diniz na segunda-feira (27).

Os corpos de ambos pilotos estão sendo velados em Alagoas, onde acontecerão os sepultamentos. Já o corpo de Gabriel Diniz é velado em João Pessoa, na Paraíba, em cerimônia aberta ao público desde às 8h e que deverá ser encerrada às 15h. O cantor será enterrado no cemitério Parque das Acácias.

Gabriel ficou conhecido nacionalmente após lançar a música “Jenifer”, em janeiro deste ano. Na noite de domingo (26), o cantor fez show em Feira de Santana, na Bahia. Ele tinha Maceió como destino, para participar do aniversário da namorada, Carolina Calheiros.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião monomotor, de matrícula PT-KLO, da fabricante Piper Aircraft, era de propriedade do Aeroclube de Alagoas e tinha capacidade máxima de três passageiros mais a tripulação, totalizando quatro assentos.

A aeronave estava em situação regular, com o Certificado de Aeronavegabilidade válido até fevereiro de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até março de 2020, mas só poderia ser utilizado para fazer voos de instrução.