Priscilla Alcântara rebate falas homofóbicas de Bruna Karla: ‘Toma conta da sua vida’

Cristã, a ex-apresentadora do ‘Bom Dia & Cia’ criticou o posicionamento da cantora gospel sobre o casamento homoafetivo; assista

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2022 10h24
Reprodução/YouTube/Poccast Oficial/Positivamente Podcast Montagem com Priscilla Alcântara e Bruna Karla Priscilla Alcântara discordou do posicionamento de Bruna Karla sobre o casamento gay

A cantora e apresentadora Priscilla Alcântara, que assim como Bruna Karla é cristã, rebateu as falas de teor homofóbico da cantora gospel. Na última quinta-feira, 16, viralizou um vídeo no qual a artista condena o casamento homoafetivo. As declarações foram dadas por Bruna durante participação no “Positivamente Podcast”, comandado por Karina Bacchi, em dezembro do ano passado. Em seu discurso, a cantora disse que os homossexuais precisam de “libertação”, pois escolheram “um caminho de morte eterna” que, na visão dela, os levará para o inferno. Priscilla rebateu as declarações de Bruna. Na sociedade em que a gente vive, pessoas da comunidade morrem por ser quem são. Não tem como você adorar a Deus, vou falar de uma forma metafórica, e matar alguém seja com minha palavra ou de algum jeito literal. Isso não existe, não reflete o Deus que eu acredito”, disse a ex-apresentadora do “Bom Dia & Cia” no podcast “PocCast”. 

Priscilla ressaltou que antes de emitir uma opinião é necessário ter consciência de como isso vai se refletir no outro. “Em tudo o que você faz e fala, você tem que pensar em como isso vai atingir o seu próximo, esse tem que ser o cerne da sua fé, esse é o cerne do amor. E opinião, guarda. O ponto não é dar a sua opinião, o ponto é como isso impacta o meu próximo, vou dar vida para ele com aquilo que estou falando ou morte? As minhas palavras vão te matar ou trazer vida? Vão te fazer sentir amado ou vão te desumanizar? Deixa as pessoas em paz, toma conta da sua vida”, disparou a co-apresentadora do “The Masked Singer Brasil”. “Às vezes, entra em uma pauta de que isso é apologia à ética e defesa da fé cristã, mas não, isso é você botando dedo na vida do outro.” Bruna deu as declarações sobre a comunidade LGBTQIA+ ao contar que um amigo gay perguntou se ela cantaria no casamento dele. “Eu olhei para ele e fui bem sincera: ‘Quando você se casar com uma mulher linda, cheia do poder de Deus, eu vou sim’”, falou a cantora, que declarou ainda que se aceitar cantar em um casamento entre dois homens, deve “parar de cantar sobre a bíblia e sobre Jesus”.