Belo é preso no Rio após fazer show clandestino em escola pública e causar aglomeração na pandemia

Cantor teve conta bancária bloqueada após ser detido por apresentação no Complexo da Maré

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2021 16h10 - Atualizado em 17/02/2021 19h16
Reprodução/Instagram/beloBelo foi preso após apresentação em escola pública do Rio durante a pandemia

O cantor Belo foi preso nesta quarta-feira, 17, após fazer um show em uma escola pública localizada no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, na última sexta-feira, 12. A operação foi conduzida pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) e, segundo divulgado pela assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Civil (SEPOL) do Rio, a ação cumpriu ao todo quatro mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça. O evento, que durou até a manhã de sábado, 13, aconteceu sem a autorização da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) e virou caso de polícia por gerar aglomeração em meio a pandemia da Covid-19.

A polícia também ressaltou que o evento musical aconteceu na comunidade onde atua uma das maiores organizações criminosas do Rio, dando indícios de que um dos bandidos mais procurados do Estado deu autorização para a realização do show, uma vez que a região é controlada por esse chefe criminoso cujo nome não foi divulgado. “Como se tal situação, por si só, não fosse absurda e suficiente para uma resposta do estado, foi verificado junto à Seeduc que o evento ocorreu sem qualquer autorização, configurando verdadeiro esbulho/invasão de um prédio público para a realização de um evento privado, contrário ao interesse público e que serviu para propagar ainda mais a doença viral”, afirmou o delegado Gustavo de Mello de Castro, que é responsável pela ação. Belo foi preso com outros envolvidos no caso e todos tiveram as contas bancárias bloqueadas.