Blazers vencem em casa e evitam eliminação nos playoffs

  • Por EFE
  • 13/05/2014 05h33
Blazers batem Spurs e se mantém vivos nos playoffs

O Portland Trail Blazers se aproveitou de um San Antonio Spurs, do pivô brasileiro Tiago Splitter, pouco inspirado para vencer em casa nesta segunda-feira, por 103 a 92, e evitar a “varrida” dos texanos que consequentemente o levaria a uma eliminação precoce das semifinais da Conferência Oeste.

Splitter foi escalado como titular e teve atuação discreta em pouco mais de 22 minutos de ação em quadra. O brasileiro anotou apenas seis pontos, uma assistência e três rebotes.

O destaque do time do Oregon foi o armador Damian Lillard, cestinha da partida com 25 pontos, enquanto o ala-pivô LaMarcus Aldridge conseguiu 19 tentos, mesmo sendo poupado durante a maior parte do último período, pois o jogo já estava praticamente definido desde o final do terceiro quarto (85 a 68).

O ala-armador reserva Will Barton foi o sexto homem dos Blazers com 17 pontos, sua melhor marca como profissional em uma fase de playoffs, além de seis rebotes e duas assistências.

O ala francês Nicolas Batum também teve atuação decisiva para o time de Portland, principalmente no terceiro período quando a equipe superou o San Antonio em 15 pontos (35 a 20). Batum chegou perto de um triple-double ao anotar 14 pontos, com direito a duas cestas de três, 14 rebotes (12 deles defensivos), e oito assistências.

Desta vez a defesa dos Blazers foi eficiente para conter as ações do armador francês Tony Parker, que conseguiu apenas 14 pontos, um número muito abaixo da média de 29 que teve nas três partidas anteriores.

Os Spurs também não quiseram correr riscos. No quarto período, quando a equipe estava 20 pontos atrás no marcador, o treinador Gregg Popovich decidiu poupar Parker e o veterano Tim Duncan, já com a próxima partida em mente, que será diante de sua torcida e na qual o San Antonio pode decidir perfeitamente a série e alcançar, pela terceira vez consecutiva, as finais da Conferência Oeste.

Duncan jogou apenas 27 minutos e forneceu 12 pontos, nove rebotes (todos defensivos), duas assistências e um toco, enquanto o reserva francês Boris Diaw também chegou aos 12 tentos e foi o sexto homem da equipe.

O ala Kawhi Leonard marcou 11 pontos, pegou sete rebotes, distribuiu três assistências e roubou duas bolas, enquanto armador australiano Patty Mills chegou aos 10 tentos e completou a lista dos cinco jogadores do time texano que tiveram números de dois dígitos.

A partida só teve intensidade e foi disputada na primeira parte, quando os Spurs, apesar dos sucessivos erros nas tentativas de arremessos na linha dos três pontos (a equipe teve 16,7% de aproveitamento na partida), se mantiveram próximos dos adversários no placar e chegaram ao intervalo apenas dois pontos atrás do time da casa (50 a 48).

Foi no terceiro período que os Blazers deslancharam e conseguiram abrir uma diferença considerável no placar, evitando a derrota e a consequente “varrida” dos Spurs, que passaram a pensar na próxima partida em casa, a quinta da série que acontece na próxima quarta-feira, na qual uma vitória garante sua classificação.