Com chuva de dólares, Fifa anuncia eleições para 26 de fevereiro de 2016

  • Por Agência EFE
  • 20/07/2015 09h55
De acordo com jornal O Estado de São Paulo

O Comitê Executivo de a Fifa decidiu nesta segunda-feira que as eleições para escolher o próximo presidente da entidade acontecerão em 26 de fevereiro de 2016, conforme anunciou a própria federação internacional, pelo Twitter.

Estava previsto que Joseph Blatter e Jeróme Valcke, presidente e secretário-geral, respectivamente, concedessem entrevista coletiva às 14h na hora local (9h no horário de Brasília) para informar sobre o resultado da reunião do Comitê Executivo. Por enquanto, esse compromisso com os jornalistas foi adiado em, pelo menos, 60 minutos.

A escolha da data da escolha do novo mandatário acabou sendo uma vitória da Fifa contra a Uefa. A entidade europeia entendia que as eleições deveriam ser marcadas o mais rapidamente possível, para dezembro deste ano, por exemplo.

Joseph Blatter, no entanto, era um dos que se opunham a esta proposta, alegando que haveria coincidência de datas com a disputa do Campeonato Mundial de Clubes, que ocorrerá entre 10 e 20 de dezembro.

Ainda não estão oficializadas candidaturas para as eleições, mas o francês Michel Platini, presidente da Uefa, deverá ser um dos concorrentes. Zico lançou pré-candidatura, mas já admitiu que só participará do pleito se as regras da eleição, como a necessidade de respaldo por confederações e federações, desistirá da corrida.

Blatter venceu as eleições de 29 de maio, em meio a uma crise, após a prisão de sete diretores da entidade que estavam em Zurique para participar do Congresso da Fifa. Em 2 de junho, o dirigente anunciou que colocava seu cargo à disposição, que organizaria novo pleito e que não tentaria a reeleição. 

Durante a coletiva de Blatter, após a reunião do comitê, um manifestante interrompeu a resposta do presidente da entidade máxima do futebol para atirar um chuva de dólares sobre a bancada em que o suíço se encontrava. O manifestante foi imadiatamente retirado pela segurança. Veja o momento no vídeo publicado pelo repórter do Jornal O Estado de São Paulo, Jamil Chade.