Com Vilches e Mena, Chile anuncia 16 “estrangeiros” para enfrentar o Brasil

  • Por Agencia EFE
  • 23/09/2015 18h23

Santiago (Chile), 23 set (EFE).- O zagueiro Christian Vilches, do Atlético-PR, e o lateral Eugenio Mena, foram convocados nesta quarta-feira juntos a outros 14 atletas pelo técnico da seleção chilena, Jorge Sampaoli, para os primeiros jogos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, contra Brasil e Peru.

Sampaoli chamou apenas jogadores que atuam no exterior e completará a lista com nome que atuam no futebol do Chile. Além de Vilches e Mena, a relação tem outros dois velhos conhecidos do futebol brasileiro, o meia Jorge Valdivia, ex-Palmeiras e agora no Al Wahda, dos Emirados Árabes, e o atacante Eduardo Vargas, que passou pelo Grêmio e agora defende o Hoffenheim.

A grande surpresa da lista é a presença do atacante Fabian Orellana, cujo último jogo pela seleção aconteceu em março. Em junho, o atleta do Celta de Vigo foi chamado como suplente do elenco para a Copa América, mas, segundo a imprensa local, não quis se apresentar.

Os principais destaques do país, o goleiro Claudio Bravo, o meia Arturo Vidal e o atacante Alexis Sánchez, também foram convocados, enquanto o centroavante Mauricio Pinilla, ex-Vasco, ficou fora.

O Chile estreará nas Eliminatórias contra o Brasil no dia 8 de outubro, em Santiago. No dia 13, a campeã da Copa América irá a Lima jogar contra o Peru.

None

Os 16 jogadores que atuam fora do futebol chileno convocados por Jorge Sampaoli são os seguintes:.

None

Goleiro: Claudio Bravo (Barcelona/ESP).

Defensores: Miiko Albornoz (Hannover 96/ALE), Francisco Silva (Jaguares/MEX), Christian Vilches (Atlético-PR), Mauricio Isla (Olympique de Marselha/FRA), Gonzalo Jara (Mainz 05/ALE), Gary Medel (Inter de Milão/ITA) e Eugenio Mena (Cruzeiro).

Meio-campistas: Marcelo Díaz (Hamburgo/ALE), Matías Fernández (Fiorentina/ITA), Felipe Gutiérrez (Twente/HOL), Jorge Valdivia (Al-Wahda/EAU) e Arturo Vidal (Bayern de Munique/ALE).

Atacantes: Alexis Sánchez (Arsenal/ING), Eduardo Vargas (Hoffenheim/ALE) e Fabián Orellana (Celta de Vigo/ESP). EFE