Atlético-MG envia ofício à Conmebol para anular jogo contra o Palmeiras pela Libertadores

Time alega que Deyverson invadiu o gramado momentos antes do gol de Dudu, que deu a classificação para a final ao alviverde

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2021 19h37 - Atualizado em 01/10/2021 20h52
Reprodução/ Youtube ConmebolNa imagem, Deyverson aparece dentro do gramado antes de gol de Dudu

O Atlético-MG quer a anulação ou remarcação da partida de volta da semifinal da Copa Libertadores contra o Palmeiras, que aconteceu na última terça-feira, dia 28, no Mineirão, e terminou com a classificação do Verdão no empate em 1 a 1. O time mineiro alega que Deyverson invadiu o campo momentos antes do gol marcado por Dudu. Segundo a ‘Rádio Itatiaia’, o clube enviou um ofício à Conmebol na última quarta-feira, dia 29, com imagens da transmissão televisiva que mostram o atacante alviverde dentro do gramado. No documento, o Atlético indica que há precedentes para o pedido. “A teor da regra 3.9 do Laws of the Game 21/22 da International Football Association Board, se, após a marcação de um gol o árbitro perceber que um jogador substituto da equipe que o marcou se encontrava dentro do campo naquele momento, o árbitro deve invalida-lo e reiniciar o logo com um tiro livre direto, executado do local em que a pessoa extra estava”, afirma o time.

O árbitro Wilmar Roldán anotou na súmula do jogo que viu a invasão de Deyverson e apresentou cartão amarelo para o atleta. “Nesse sentido, eleva-se que não se está diante de má interpretação dos fatos, mas, em verdade, de erro de direito flagrante e inescusável, que teve como consequência a assinalação de gol notoriamente inválido, o qual deu acesso indevido ao Palmeiras a final da Libertadores 2021”, acrescentou o Atlético no ofício. Na quarta-feira, a Conmebol chegou a divulgar o áudio do VAR, que revisou o lance e não encontrou irregularidades. O Palmeiras fará a final contra o Flamengo no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai.