Conmebol diz que torcedores fraudaram testes PCR para a final da Copa América

Após receber a denúncia de um laboratório, a entidade máxima do futebol sul-americano anunciou que irá barrar torcedores no Maracanã

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2021 15h25 - Atualizado em 10/07/2021 15h25
Divulgação/Secretaria de Cultura RJO Estádio do Maracanã vai recebe a final da Copa América

Horas antes da final da Copa América entre Brasil e Argentina, marcada para as 21 h (de Brasília), a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) emitiu uma nota informando que registrou uma série de testes PCR de diagnóstico para a Covid-19 fraudulentos por parte dos torcedores que desejam acompanhar a partida no Maracanã – vale lembrar que, na última sexta-feira, a Prefeitura do Rio de Janeiro autorizou a presença de 4,4 mil pessoas no estádio, sendo que cada finalista teria direito a 2,2 mil ingressos cada, todos distribuídos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pela Associação de Futebol Argentino (AFA). Além disso, 1,1 mil convites serão distribuído pela confederação sul-americana e patrocinadores.

“A Conmebol informa que foi detectada uma quantidade considerável de testes PCR fraudulentos, de pessoas credenciadas tanto na tribuna argentina quanto na brasileira. Essas pessoas não poderão entrar no estádio. A CONMEBOL garante que os controles para entrada na final da Conmebol Copa América serão extremamente rigorosos, assim como a aplicação de protocolos de saúde e medidas de prevenção. Todos os participantes devem apresentar o teste laboratorial com resultado negativo para acesso. Nenhuma exceção será feita. Recomenda-se levar sempre o resultado impresso em papel para melhor verificação e evitar contratempos. A Conmebol está analisando a possibilidade de aumentar os controles se necessário”, comunicou.

Desta forma, a Conmebol irá barrar os torcedores que não estiverem com o PCR negativo e original. A denúncia foi feita pelo laboratório Larborlife, que realiza exames de Covid-19. Vale recordar que a Prefeitura do Rio de Janeiro considera a decisão da Copa América um “evento-teste ” para a cidade. “Na final da Libertadores, os 5 mil se concentraram num setor. Agora, 10% em cada setor do estádio, todos testados e convidados. Não deixa de ser também para nós um evento-teste. Olhamos para isso, e temos um decreto para liberar eventos mediante uma série de exigências, mas por enquanto nada muda para outros eventos”, disse o prefeito Eduardo Paes (PSD) em entrevista coletiva, que completou: “Não recebi pressão nenhuma e não conheço ninguém da CBF e da Conmebol. Decidiram e me informaram. É evento importante, em que são testados e espaçados.”