Cássio falha, Corinthians leva virada com um a mais e entra na zona de rebaixamento

O Timão caiu por 2 a 1 para o Ceará em uma derrota um tanto quanto simbólica e preocupante no Campeonato Brasileiro

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2020 22h28 - Atualizado em 11/10/2020 22h48
Xandy Rodrigues/Estadão ConteúdoCássio falhou no lance que originou o gol da vitória do Ceará sobre o Corinthians

O Corinthians sofreu uma derrota um tanto quanto preocupante neste domingo, 11, no Castelão. Com um jogador a mais durante boa parte do segundo tempo, o Timão, que abrira o placar e sofrera o empate ainda antes do intervalo, levou a virada de um Ceará com dez homens em campo e encerrou a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro na 17ª colocação, ou seja, dentro da zona de rebaixamento à Série B. Léo Natel abriu o placar para o time paulista na primeira etapa após frangaço de Fernando Prass; Gil, contra, anotou o gol de empate do Vozão; e Fernando Sobral, de pênalti, aos 45min do segundo tempo, quando os donos da casa já estavam em desvantagem numérica há mais de meia hora, virou o placar para os nordestinos. A penalidade que originou o gol da vitória do Ceará aconteceu após uma falha de Cássio, que tentou sair jogando com os pés dentro da grande área e, após se atrapalhar, agarrou Kelvyn. Extremamente pressionado, o Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, 14, às 21h30 (de Brasília), quando enfrenta o Athletico-PR, na Arena da Baixada. O Vozão, por sua vez, só volta a jogar pelo Brasileirão no próximo sábado, 17, às 19h, contra o Fluminense, no Maracanã.

O Ceará por pouco não abriu o placar logo no início da partida. Aos 7min, Rafael Sóbis cabeceou no travessão, e, no rebote, Luiz Otávio também desviou de cabeça, mas Cássio esbanjou reflexo e fez uma defesa espetacular, à queima-roupa, com a mão direita, para impedir o gol dos donos da casa. Incrível, a intervenção do goleiro corintiano foi contrastada por uma falha raríssima de Fernando Prass. Aos 14min, Léo Natel recebeu na ponta esquerda, puxou para dentro e bateu forte, mas sem altura e no meio do gol. O goleiro do Vozão parecia soberano no lance, é verdade, mas viu a bola quicar a poucos centímetros de si e não conseguiu agarrá-la, deixando-a passar por entre os braços e vendo-a morrer no fundo das redes. Um frangaço que fez o Corinthians abrir 1 a 0. Vinte minutos depois, porém, o empate dos donos da casa também seria conquistado após uma “pixotada”. Aos 34min, Léo Chú avançou pela esquerda, cruzou rasteiro para dentro da área, e Gil mandou para a própria meta ao esticar a perna para tentar o corte: gol contra e 1 a 1.

Animado pelo gol, o Ceará voltou com tudo para o segundo tempo. Vinicius obrigou Cássio a fazer boa defesa em cobrança de falta de longe, e Sóbis também parou no goleiro corintiano após chute rasteiro de dentro da área. Até que, aos 13min, o VAR entrou em ação e recomendou ao árbitro Anderson Daronco a expulsão do lateral-direito do Vozão, Eduardo, por causa de uma suposta cotovelada em Léo Natel. O juiz foi ao vídeo, assistiu ao lance e resolveu dar o cartão vermelho ao jogador do time nordestino. Mesmo com um a mais, no entanto, o Corinthians seguiu mal em campo e foi mais incomodado do que o incomodou o rival. Quando tudo parecia se encaminhar para o empate, veio a falha de Cássio. Aos 42min, após bola recuado por Gil, o goleiro se enrolou com os pés, e tocou na fogueira para Bruno Méndez. Para evitar o gol de Kelvyn, o arqueiro agarrou e derrubou o rival dentro da área. Pênalti para o Ceará, que foi convertido por Fernando Sobral: 2 a 1 para o Vozão, e o Corinthians está na zona de rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro – no minuto final, uma bola na trave de Gil ainda aumentou o martírio da equipe paulista neste domingo.