Em jogo com expulsão e pênalti perdido, Corinthians vence Coritiba por 3 a 1

Coxa teve jogador expulso por cotovelada aos 15 minutos da primeira etapa

  • Por Jovem Pan
  • 19/08/2020 23h42 - Atualizado em 19/08/2020 23h45
Rodrigo Coca/Agência CorinthiansGustavo Mosquito, que voltou ao Corinthians recentemente, comemora seu gol

O Corinthians enfim conquistou três pontos no Campeonato Brasileiro. Contra o Coritiba, em casa, a equipe desperdiçou um pênalti marcado em um lance duvidoso, mas soube explorar a vantagem numérica adquirida após a expulsão de Yan, ainda aos 15 minutos da primeira etapa, e venceu por 3 a 1, com gols de Léo Natel, Jô e Gustavo Mosquito. O time de Tiago Nunes terminou a quarta rodada com 4 pontos, na 10ª colocação, ainda com um jogo a menos.

O Coritiba, que não havia marcado nenhum gol no torneio, desencantou com Sassá, mas não conseguiu reagir em Itaquera. O time de Eduardo Barroca, que balança no cargo, é o último na tabela.

O Jogo

Aos dois minutos de primeiro tempo, cada time já tinha uma finalização. A expectativa era de um jogo mais movimentado, já que as equipes vinham de resultados abaixo do esperado no Brasileirão. Mas foi a polêmica que não tardou a chegar. Aos 14 minutos, Yan Sasse deu uma cotovelada em Araos, e foi expulso com o cartão vermelho direto pelo juiz. Pela confusão, o corintiano ficou com o amarelo.

Com um jogador a mais, o Corinthians tentou sufocar o Coritiba, e em uma bola na área lançada por Fagner, Léo Natel tenta subir para cabecear, e o arbitro vê pênalti na disputa com Patrick Vieira. O lance duvidoso foi analisado pelo VAR, e a marcação, mantida. Na cobrança, Jô bate rasteiro no canto direito de Wilson, e o juiz manda voltar. Segundo a revisão do VAR, o goleiro teria tirado o pé de apoio da linha do gol. De novo na bola, Jô muda o canto, mas não o estilo da cobrança, e Wilson fica novamente com a bola, em dois tempos.

Depois do lance duvidoso, o Corinthians desperdiçou algumas chances com Ramiro, mas não demorou a chegar ao gol. Aos 37, Léo Natel, um dos melhores em campo, mais uma vez participou de um lance decisivo em sua primeira partida como titular. Fora da área, ele puxou a bola para dentro e bateu para o gol, contando com um desvio na defesa para a bola entrar, matando o goleiro Wilson.

Mesmo com a bola nos pés, o alvinegro era desorganizado, e em uma desatenção, levou o empate minutos depois, aos 42. Em um dos poucos contra ataques arquitetados na primeira etapa, William Matheus recebeu de Neílton e Cruzou para Sassá. Sidcley falhou na marcação, e o atacante entrou sozinho na segunda trave para finalizar.

As substituições feitas por Evandro Fornari, auxiliar que substituiu Tiago Nunes, expulso na última rodada, já no início da segunda etapa, tornaram o corinthians mais leve, e deram mais profundidade ao time. Gabriel e Ramiro deram lugar a Gustavo Mosquito e Ederson. Aos 3 minutos, o alvinegro fez 2 a 1, em um gol de um centroavante muito técnico. Araos recebeu de Sidcley, que cruzou fechado. Jô deu só uma “casquinha” na bola, com muita categoria, e depois de quicar na frente de Wilson, a bola morreu dentro do gol.

O restante do segundo tempo foi de domínio do Timão. Aos 4 minutos, Rhodolfo salvou em cima da linha, depois de Araos fazer uma jogada em profundidade, e cruzar para Sidcley na segunda trave. O lateral cabeceou para o chão, e graças ao zagueiro, não entrou. Aos 14, o time teve nova chance com Fagner, que bateu colocado. Wilson fez a defesa – mas soltou, e Gil tentou a finalização para a zaga afastar.

Aos 38, Gil teve nova chance e parou nas mãos de Wilson. Em cobrança de escanteio de Fagner, o camisa 77 cabeceou na cara do goleiro, mas não conseguiu marcar. O terceiro gol saiu de um escorregão no meio de campo do Coxa. O Corinthians roubou a bola, que parou em Jô. Ele abriu a bola para Lucas Piton, que cruzou na pequena área. Gustavo Mosquito antecipou o zagueiro e mandou para o fundo do gol.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Fortaleza de Rogério Ceni na Arena, às 21h30 de quarta-feira. Já o Coritiba vai a Bragança para enfrentar o Bragantino, no domingo, 23, às 16h.

CORINTHIANS X CORITIBA

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Sidcley; Gabriel (Ederson), Cantillo, Araos e Ramiro (Gustavo Mosquito); Léo Natel e Jô. Técnico: Evandro Fornari.

CORITIBA – Wilson; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Matheus Bueno, Matheus Galdezani e Yan Sasse; Robson, Neilton e Sassá. Técnico: Eduardo Barroca.

GOLS – Léo Natel (37/1ºT), Gil (3/2ºT) e Gustavo Mosquito (41/2ºT) para o Corinthians; Sassá (42/1ºT), para o Coritiba.

CARTÕES AMARELOS – Araos (16/1ºT) e Luca Piton (27/2ºT) do Corinthians, e Patrick Vieira (27/1ºT).

CARTÃO VERMELHO – Yan Sasse (14/1ºT)

ÁRBITRO – 

LOCAL – Arena Corinthians, em São Paulo.