Sheik, ídolo do Corinthians, critica Jô e Otero após foto em resort: ‘Não soa bem’

No entendimento do ex-jogador, o atacante e o meio-campista venezuelano serão cobrados pela diretoria corintiana

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2021 11h37
Reprodução/Instagram/JooficialJô e Otero foram criticados pela torcida do Corinthians por comparecerem em um resort durante a pandemia

Emerson Sheik, ídolo do Corinthians, criticou a dupla e Otero por ter ido a um resort em meio ao surto de Covid-19 no elenco alvinegro. No entendimento do ex-jogador, a postura do atacante e do meio-campista será cobrada pela diretoria corintiana. Em contato com a reportagem do Grupo Jovem Pan, porém, a assessoria de imprensa do Timão afirmou que o clube não irá se posicionar publicamente e irá resolver a questão internamente, nesta terça-feira, 9.

“Uma atitude que não cabe, principalmente para esportistas, um cara que leva alegria para milhares de famílias. Não soa bem e, dentro do clube, pode ter certeza que vão cobrar”, disse Sheik, bicampeão brasileiro (2011 e 2015), vencedor da Libertadores (2012) e do Mundial de Clubes, durante participação no programa “Arena SBT”, na noite da última segunda-feira.

Atualmente, o Corinthians tem 25 funcionários infectados pelo novo coronavírus, sendo 14 jogadores. A lista de atletas inclui: Cássio, Guilherme, Fábio Santos, Fagner, Lucas Piton, Raúl Gustavo, Gabriel, Ramiro, Vitinho, Camacho, Cauê, Xavier, Ruan Oliveira e Caíque França. Em meio ao surto, Vagner Mancini chegou a desabafar sobre a dificuldade de armar o time no começo do Campeonato Paulista com tantas baixas.