Brasileiro do Lyon conta como livro de finanças ajudou a eliminar a Juventus

Marcelo, zagueiro da equipe francesa, motivou seus companheiros após ler um livro de finanças pessoais

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2020 10h56
Reprodução/LyonJogadores do Lyon comemoram classificação contra a Juventus

O Lyon enfrentará o Manchester City nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, no próximo sábado, 14, na cidade de Lisboa, em Portugal. O time francês conquistou a vaga depois de eliminar a toda poderosa Juventus no critério de saldo de gols. De acordo com Marcelo, zagueiro e uma das principais peças da equipe, um livro de finanças pessoais ajudou na história classificação. “O que as pessoas não sabiam, porém, é que eu tinha lido um livro muito bom sobre finanças pessoais. Pode parecer bobagem, mas tenho certeza de que aquele livro nos ajudou a eliminar a Juventus”, comentou o brasileiro, em declaração ao “The Player’s Tribune”, em texto publicado na última quinta-feira, 12.

De acordo com Marcelo, o livro serviu como motivação para o confronto diante dos italianos – O Lyon venceu a partida por 1 a 0, na França, e perdeu a segunda por 2 a 1, na Itália, se classificando no critério de gol qualificado. “Eu tinha terminado a leitura uma semana antes. Gosto de estudar economia e finanças, e o nome do livro é The Millionaire Real Estate Agent (O Agente Imobiliário Milionário), escrito pelo Gary Keller. Um dos principais ensinamentos é que você tem de pensar grande. Se você fizer isso, pode ter conquistas que nunca imaginou que fossem possíveis”, relatou.

Marcelo contou que a inspiração provada pelo livro foi utilizada para motivar o elenco do Lyon. Agora, o objetivo será o mesmo: derrotar o Manchester City, time recheado de grandes estrelas e comandado por Pep Guardiola. “Ao longo da semana, a minha mensagem para o elenco foi que se acreditássemos que eliminaríamos a Juventus, poderíamos realmente fazê-lo. Isso pode parecer bobo, mas tem uma grande diferença entre falar que você pode vencer e realmente acreditar nisso. Eu disse “Rapaziada, já vimos muitas coisas inesperadas no futebol. Por que não somos capazes de fazer algo inesperado também?. Então pedi que visualizassem a nossa classificação contra a Juventus – e depois que nos imaginassem levantando a taça da Champions League. Loucura? Talvez. Mas o Lyon é grande, um clube histórico. Por isso, temos de pensar grande também, certo?”, comentou.

“Agora estamos nas quartas de final. Como nesse ano é só uma partida em cada fase, isso significa que estamos a três jogos do título da Champions League. Três jogos. Três finais. Sabemos que não somos os favoritos, mas três jogos? Três jogos não é nada. O Lyon está realmente sonhando em ser campeão da Champions League. Podemos conseguir, sim. Porque nesse jogo maluco, assim como na vida, tudo pode acontecer”, completou.