Eliminatórias: Em goleada da Inglaterra por 4 a 0 na Turquia, jogadores são alvo de racismo

Sterling e Bellingham ouviram imitações de macacos e cânticos racistas da torcida húngara

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2021 18h38
EFE/EPA/Tibor IllyesJogadores se ajoelharam antes do início da partida e foram vaiados

Insultos raciais voltaram a ser ouvidos na Puskás Arena, na Hungria, após os casos da Eurocopa. Nesta quinta-feira, 2, em partida válida pelas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2022, alguns atletas da Inglaterra foram alvos de racismo por parte da torcida húngara. Raheem Sterling, que marcou um gol e deu uma assistência na goleada por 4 a 0, foi alvo de imitações de macaco. Jude Bellingham ouviu cânticos racistas enquanto cobrava um escanteio. No início do jogo, toda a equipe inglesa se ajoelhou em apoio às causas raciais e foi vaiada. Esse não é um caso isolado.

A Hungria já foi condenada a disputar três partidas com portas fechadas por abusos racistas e faixas homofóbicas nas arquibancadas durante a fase de grupos da Euro 2020. Apesar disso, 60 mil torcedores estavam presentes no jogo desta quinta, válido pela quarta rodada das Eliminatórias. Dentro de campo, Sterling, Kane, Maguire e Rice foram quem marcaram os gols. A Inglaterra lidera o Grupo I com 12 pontos, à frente da Polônia e da própria Hungria, com sete, e a Albânia com seis. Andorra está em 5º com apenas três pontos conquistas, enquanto a seleção de San Marino não pontuou.