Everton vence Liverpool com gol de Richarlison e quebra tabu de 22 anos

Time ganhou por 2 a 0, com ótima atuação do brasileiro, autor de um dos gols

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2021 18h34
Reprodução/Twitter/EvertonRicharlison foi autor de um dos gols que garantiu a vitória do Everton contra o Liverpool

Após 22 anos, o Everton garantiu neste sábado, 20, a primeira vitória fora de casa no clássico contra o Liverpool, no Anfield Road. A equipe comandada pelo técnico Carlo Ancelotti ganhou por 2 a 0, com ótima atuação de Richarlison, autor de um dos gols. O brasileiro já marcou 10 em 25 jogos nesta temporada. Com apenas três minutos de jogo, o atacante recebeu ótimo lançamento de James Rodríguez e finalizou firme e rasteiro para balançar as redes do goleiro Alisson. Mesmo à frente do marcador, o Everton sofreu. O goleiro Jordan Pickford fez uma série de defesas importantes para impedir Henderson, Mane e Salah de anotarem seus gols, em diversas tentativas que os anfitriões tiveram para empatar.

Apesar da pressão do Liverpool na partida, o atacante Dominic Calvert-Lewin foi derrubado dentro da área no final do jogo, em lance que teve a participação de Richarlison. Sigurdsson foi para a marca da cal e converteu o pênalti, garantindo a vitória do Everton no tradicional clássico da cidade de Liverpool. Com o histórico triunfo na casa dos rivais após mais de duas décadas – o anterior havia sido em 1999 -, o Everton permanece na sétima posição, colado do Liverpool, sexto colocado, ambos com 40 pontos. No retrospecto geral do clássico, o triunfo anterior do time havia sido em 2010 – o jejum era de 23 jogos.

Para o Liverpool, atual campeão nacional, a derrota deu continuidade ao mau retrospecto no Inglês, já que perdeu os últimos quatro jogos, embora na Liga dos Campeões a vitória sobre o RB Leipzig tenha dado um certo alívio para o time comandado por Jurgen Klopp. São, também, apenas 2 triunfos nas últimas 10 partidas no torneio nacional. E o time ainda sofreu mais uma baixa por lesão, tendo perdido o volante Henderson ainda no primeiro tempo. Por contusões, o time já não pode utilizar Van Dijk, Joe Gomez, Matip, Diogo Jota, Fabinho e Milner.

*Com informações do Estadão Conteúdo