Gignac resolve, Tigres-MEX vence o Ulsan e encara o Palmeiras na semi do Mundial de Clubes

O time mexicano avançou no torneio da Fifa e segue em busca do título, mas não foi dono de grande apresentação ao longo do confronto diante dos sul-coreanos

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2021 12h57 - Atualizado em 04/02/2021 13h08
Reprodução/Twitter/TigresGignac celebra gol do Tigres no Mundial de Clubes

O Tigres (México) venceu o Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) por 2 a 1 na tarde (horário de Brasília) desta quinta-feira, 4, no Estádio Ahmad Bin Ali, em Al Rayyan, no Catar, em confronto válido pelas quartas de final do Mundial de Clubes. Kee-Hee Kim abriu o placar para os sul-coreanos, mas Gignac virou ainda no primeiro tempo. Com o resultado, a equipe mexicana irá enfrentar o Palmeiras na semifinal.

O embate entre Palmeiras e Tigres está marcado para o próximo domingo, 7, a partir das 15 horas (de Brasília), no Education City, um dos estádios sedes da Copa do Mundo de 2022. O Ulsan Hyundai, por sua vez, voltará a campo no mesmo dia, às 12 horas (de Brasília), para decidir quem será o quinto lugar do torneio da Fifa – a partida será contra o perdedor de Al Ahly (Egitto) x Al Duhail (Catar), em jogo que acontece ainda hoje.

O Tigres avançou no Mundial de Clubes e segue em busca do título, mas não foi dono de grande apresentação ao longo do confronto. Lento, o conjunto norte-americano foi dominado pelo Ulsan no começo da partida e acabou saindo atrás após Kee-Hee Kim aproveitar escanteio, se antecipar e cabecear para o fundo das redes. Nos 15 minutos finais do primeiro tempo, o time mexicano evoluiu com chutes de fora da área e empatou na mesma moeda: Gignac aproveitou desvio depois de batida de escanteio e completou para o fundo das redes, aos 37. Já no último lance, a arbitragem, com o auxílio do VAR, marcou toque de mão de Kee-Hee Kim, Na cobrança, o atacante francês bateu firme para fazer o segundo dele e da sua equipe no jogo.

No retorno do intervalo, o Ulsan novamente mostrou mais intensidade, aproveitando a demora na recomposição defensiva do Tigres. Em belo lançamento de Young-Woo Seol lançou Bit-Garam Yoon, que matou no peito com estilo e anotou um golaço, que foi invalidado pelo VAR por conta de um impedimento. O Ulsan continuou tentando, mas acabou falhando na troca de passes para chegar ao gol adversário. O Tigres, mais técnico, pouco usou da sua superioridade, e acabou cozinhando o jogo até o apito final.