Jogadores brasileiros seguem em bunker de hotel em Kiev: ‘Nossos mantimentos estão acabando’

Marlon Santos, zagueiro do Shakhtar Donetsk, disse que grupo não embarcou em trem reservado pela embaixada por questões de segurança

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2022 21h40
Reprodução/Twitter Jogadores de Shakhtar e Dínamo pediram ajuda à embaixada brasileira para deixar a Ucrânia Grupo de jogadores brasileiros na Ucrânia pede ajuda do governo para deixar o país

Os jogadores brasileiros que estão presos em hotel em Kiev, na Ucrânia, pediram novamente ajuda do governo para o resgate da guerra. O zagueiro do Shakhtar Donetsk, Marlon Santos, usou suas redes sociais para informar que o grupo de atletas e suas famílias segue no bunker do Hotel Ópera. Um trem reservado pela embaixada do Brasil foi colocado a disposição dos brasileiros que estavam na cidade, mas o grupo resolveu não embarcar. “Não tentamos embarcar no trem organizado pela embaixada brasileira. Seria um alto risco para todos nós”, escreveu o zagueiro em storie no Instagram. “Seguimos precisando da ajuda do governo brasileiro. Nossos mantimentos estão acabando, são muitos crianças aqui”, completou. Ao todo são 13 atletas brasileiros no país, além de seus familiares.

mensagem de Marlon Santos