Manchester United paga R$ 503 milhões ao Dortmund e anuncia Jadon Sancho como reforço

Servindo a seleção inglesa durante a Eurocopa, o jovem assinará contrato válido até 2026 após o término da competição

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2021 11h06 - Atualizado em 01/07/2021 16h09
Divulgação/BVBJadon Sancho será jogador do Manchester United a partir da próxima temporada

O Manchester United oficializou nesta quinta-feira, 1º, o atacante Jadon Sancho, de 21 anos, como novo reforço do time. Servindo a seleção inglesa durante a Eurocopa, o jovem assinará contrato válido até 2026 após o término da competição. Para tirar a estrela do Borussia Dortmund, de acordo com a imprensa europeia, a diretoria do clube inglês fechou o negócio em 85 milhões de euros (na cotação atual, cerca de R$ 503 milhões), transformando o atleta em uma das negociações mais caras da história. “A assinatura está sujeita aos termos contratuais e médicos, que serão concluídos após a participação de Jadon na Euro”, informou os Diabos Vermelhos.

Mais cedo, o CEO do Borussia Dortmund, Hans-Joachim Watzke, já havia comunicado que as diretorias tinham acertado a transferência do atleta, que estava na equipe alemã desde 2017 e, ao todo, realizou 137 partidas oficiais com os aurinegros, contabilizando 50 gols e 64 assistências — ele também participou das conquistas da Copa da Alemanha (2020/21) e da Supercopa da Alemanha (2019/20). “Chegamos a um acordo geral com o Manchester United sobre a transferência de Jadon Sancho, enquanto se aguarda a conclusão total, visto que ainda existem algumas formalidades a acordar e o exame médico a ser concluído”, disse o dirigente.

Formado nas categorias de base do Watford, Sancho migrou para o Manchester City ainda muito cedo, mas só foi estrear como jogador profissional no Borussia Dortmund. Tratado como uma das principais joias do futebol mundial, o atacante era desejo antigo do United, que já o cobiçava há duas temporadas. Apesar de ser considerado talentoso e estar à disposição do técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, o garoto está recebendo poucas oportunidades na seleção inglesa durante esta Eurocopa. Em quatro partidas, ele só esteve em campo por seis minutos na vitória sobre a República Tcheca. Agora, a expectativa é que ele possa ganhar mais tempo no duelo contra a Ucrânia, marcado para este sábado, 3, válido pelas quartas de final.