Massacre do Borussia, Arsenal vivo e festa do Napoli; confira como foi a rodada de futebol na Europa neste domingo

Na França, PSG venceu o Troyes sem Neymar e Messi, deu uma pausa na crise e ficou mais perto do título

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2023 17h41 - Atualizado em 07/05/2023 17h44
CIRO FUSCO/EFE/EPA Victor Osimhen (esquerda), do Napoli, comemora com os companheiros a conquista do tricampeonato nacional, o Scudetto, após vencer o SSC Napoli x ACF Fiorentina, pela Serie A, em Nápoles O artilheiro Osihmen (esq.) comemora o título italiano com os companheiros de Napoli

A briga pelo título do Campeonato Alemão é uma das mais acirradas na Europa. Após a vitória do Bayern de Munique na véspera (2 a 1 em cima do Werder Bremen, fora de casa), o Borussia Dortmund precisava de uma vitória contra o Wolfsburg, neste domingo, 7, no Signal Iduna Park, para seguir no encalço dos líderes. Ela veio, e de maneira vassaladora. No ritmo três vira, seis acaba, o Dortmund terminou o primeiro tempo com vantagem de 3 a 0, gols de Adeyemi, Haller e Maller. Na etapa final, Bellingham balançou a rede duas vezes, Adeyemi marcou mais um, e a equipe aurinegra fechou a goleada em 6 a 0. Poderia ser mais, porém Adeyemi desperdiçou um pênalti quando o jogo estava 5 a 0. A três rodadas do fim da Bundesliga, o Borussia tem 64 pontos, um a menos do que o Bayern.

Campeonato Inglês

A missão do Arsenal é extremamente difícil, mas os Gunners ainda sonham com o título da Premier League. Neste domingo, com gols de Odegaard e Schar (contra) e uma ótima partida de Gabriel Martinelli, o time comandado por Mikel Arteta venceu o Newcastle por 2 a 0, fora de casa, e diminuiu a vantagem do Manchester City para um ponto, porém com um jogo a mais. Situação bastante delicada para uma equipe que chegou a liderar o campeonato com uma confortável distância de sete pontos para o vice-líder. Quarto colocado — a última posição no grupo de classificados à Liga dos Campeões da Europa —, o Manchester United perdeu para o West Ham em Londres, por 1 a 0.

Campeonato Italiano

Na Itália, foi dia de festa. Após assegurar o “scudetto” na rodada passada, o Napoli entrou no estádio San Paolo para comemorar com sua torcida a quebra de um jejum de 33 anos. Neste domingo, além de dar mais um presente aos fanáticos napolitanos — a vitória por 1 a 0 sobre a Fiorentina —, viu o nigeriano Osimhen se tornar o maior artilheiro africano da história do Campeonato Italiano. O goleador da Série A desperdiçou o primeiro pênalti que cobrou no jogo, aos 3 minutos do segundo tempo, mas não perdoou aos 29. Com 22 gols no torneio deste ano, ele soma 46 em toda a história da liga (um a mais que o liberiano George Weah, ídolo do Milan). Em Bérgamo, a Juventus venceu a Atalanta por 2 a 0, ultrapassou a Lazio e assumiu a vice-liderança.

Campeonato Francês

O Paris Saint-Germain venceu o Troyes por 2 a 0, fora de casa, e amenizou a crise motivada pelo mau desempenho nos últimos jogos e a queda na Liga dos Campeões da Europa. A torcida do PSG pede as saídas de Neymar e Messi. O primeiro não jogou hoje porque está lesionado. Já o argentino, campeão do mundo com sua seleção no final de 2022, foi suspendo após uma viagem não autorizada à Arábia Saudita. Os gols parisienses foram marcados por Mbappé e Vitinha. Chavalerin diminuiu no fim. A quatro rodadas do fim, o Paris tem 78 pontos, seis a mais do que o Lens, o vice-líder.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.