Messi detona árbitro brasileiro após tropeço da seleção argentina; confira

O treinador da Argentina também tratou a arbitragem como ‘vergonhosa’

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2020 10h24
EFELionel Messi durante partida da seleção argentina

Lionel Messi não demonstrou a habitual tranquilidade no empate em 1 a 1 da seleção argentina com o Paraguai, na noite da última quinta-feira, 12, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O craque ficou indignado com a anulação de um gol seu no segundo tempo, perdendo a paciência com o árbitro brasileiro Raphael Claus. “Já errou duas vezes conosco”, disse Messi fazendo o número dois com os dedos, em imagem captada pela transmissão da TV, em direção ao brasileiro. E a repetiu novamente segundos depois: “Duas vezes nos prejudicou”. Para o craque, o gol foi o segundo erro de Claus na partida. No primeiro tempo, ele reclamou muito de uma falta não marcada.

Na jogada, o camisa 10 da Argentina recebeu na área do meio-campista Celso Lo Celso e chegou batendo para marcar um golaço. O tento, porém, foi invalidado pelo árbitro, que, depois de consultar o VAR (Árbitro de Vídeo), considerou que houve falta no início do lance, para a frustração do jogador do Barcelona e de todos os atletas da seleção albiceleste.

Messi, entretanto, não foi o único que se irritou com Claus. O treinador Lionel Scaloni também esbravejou contra a arbitragem. Na transmissão da TV foi possível ver o técnico dirigindo a palavra “vergonhoso” para o árbitro brasileiro, que não respondeu o comandante da Argentina.”Tenho que respirar para responder. Teve um monte de jogadas, com a que lesionou o Palacios, e o VAR não atua. Aí no nosso gol, que foi legal, a falta marcada é de um lance que teve um tempo enorme depois”, disse em entrevista coletiva, após o duelo.

Com o resultado, a seleção argentina pulou para a primeira posição da tabela, com 7 pontos em três rodadas disputadas nas Eliminatórias. O Brasil, no entanto, pode ultrapassar o rival em caso de vitória diante da Venezuela, na noite desta sexta-feira, no estádio do Morumbi.