Paolo Rossi, carrasco do Brasil na Copa de 1982, morre aos 64 anos

Não foi divulgada as causas da morte do ex-atacante

  • Por Jovem Pan
  • 09/12/2020 22h20 - Atualizado em 09/12/2020 22h34
ReproduçãoPaolo Rossi, ex-jogador da seleção italiana, morreu aos 64 anos

O ex-atacante da seleção italiana e algoz da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1982, Paolo Rossi, morreu nesta quarta-feira, 09, aos 64 anos, de acordo com a imprensa italiana. O anúncio foi feito no Bambino D’Oro pelo jornalista Enrico Varriale, da emissora de TV RAI, e posteriormente outros veículos de comunicação italianos, como o “Gazetta dello Sport” seguiram o comunicado. A Gazetta, inclusive, informou que Rossi sofria de uma ‘doença incurável’. Ele era casado com Federica Cappelletti desde 2010 e deixa três filhos: Sofia Elena, Maria Vittoria e Alessandro.

Paolo foi revelado pela Juventus em 1973 e teve passagens por Perugia, Milan e Hellas Verona, onde encerrou sua carreira em 1987. Pela seleção da Itália, o centroavante fez 48 jogos e marcou 20 gols, sendo campeão mundial em 1982 quando eliminou o Brasil de Zico na segunda fase com uma vitória por 3 a 2, marcando todos os gols. Rossi foi o melhor jogador do campeonato e o artilheiro, marcando seis gols ao todo. Entre seus títulos estão 2 campeonatos italianos, uma copa da itália, uma liga dos campeões, uma recopa européia e uma supercopa europeia, todas pela Juventus. Individualmente ele ganhou o Ballon d’Or e o Onze d’Or em 1982.