Treinador do PSG minimiza ausência de Lewandowski no Bayern e defende Neymar

Pochettino não poderá contar com o atacante Mauro Icardi, devido a uma lesão na coxa, enquanto Marco Verratti e Alessandro Florenzi vão ficar de fora depois de testes positivos para Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2021 17h03 - Atualizado em 06/04/2021 17h29
DivulgaçãoMauricio Pochettino é o novo treinador do PSG

Maurício Pochettino afirmou nesta terça-feira, 6, que a vida do Paris Saint-Germain não será mais tranquila na partida diante do Bayern de Munique por causa da ausência de Robert Lewandowski, que se machucou durante a Data Fifa e será baixa nos dois duelos. Em entrevista coletiva, na véspera do confronto de ida, na Allianz Arena, o treinador do time francês declarou que a força do seu adversário nas quartas de final da Liga dos Campeões está no coletivo. “A força do Bayern está no seu coletivo. Quando você ganha a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes, é porque você tem um grupo muito bom, não apenas 11 jogadores”, disse.

Pochettino não poderá contar com o atacante Mauro Icardi, devido a uma lesão na coxa, enquanto Marco Verratti e Alessandro Florenzi vão ficar de fora depois de testes positivos para Covid-19. Já quanto a expulsão de Neymar na partida contra o Lille, pelo Francês, após dois meses de afastamento do brasileiro dos gramados, o treinador disse não estar preocupado. “Ele estava muito animado para começar uma partida. Ele é um jogador emotivo, gosta de jogar, gosta de lutar, é um competidor. Ele não merecia aquele cartão vermelho”, afirmou Pochettino. “Mas ele sabe que precisa se concentrar. Espero que nesta quarta tudo esteja bem.”