Uefa suspende árbitro acusado de racismo no jogo entre PSG e Instanbul Basaksehir

Durante partida da fase de grupos da Champions, auxiliar técnico da equipe turca acusou o 4º árbitro de ter proferido insultos racistas; jogadores deixaram o gramado em repúdio

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2021 18h12
EFE/IAN LANGSDONConfusão na partida entre PSG x Istanbul Basaksehir, no dia 08 de dezembro de 2020

A Comissão de Controle, Ética e Disciplina da Uefa suspendeu nesta segunda-feira, 08, por conduta inapropriada até 30 de junho o romeno Sebastian Coltescu, 4º árbitro do jogo entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir, pela fase de grupos das Liga dos Campeões, disputado em 8 de dezembro de 2020. A entidade apontou que o romeno infringiu o artigo 11.1 do Regulamento Disciplinar, assim como o 6.1 das Condições Gerais para Árbitros (obrigação de se comportar de forma adequada), mas não o artigo relativo a racismo e a outras condições discriminatórias. Pelos mesmos motivos, a comissão disciplinar da Uefa também advertiu o árbitro romeno Octavian Sovre, que foi um dos auxiliares da partida, interrompida aos 13 minutos do primeiro tempo e retomada apenas no dia seguinte.

Os dois alvos das sanções divulgadas hoje ainda deverão participar de um programa educativo antes de 30 de junho do próximo ano, nas condições determinadas pela Uefa. No início do jogo de 8 de dezembro, os jogadores das duas equipes deixaram o gramado depois que o camaronês Pierre Webó, auxiliar técnico da equipe turca, denunciou ter recebido um insulto racista de Coltescu. No dia 5, os minutos restantes do duelo foram disputados, com a equipe francesa goleando o Basaksehir por 5 a 1.

*Com informações da EFE