Zinchenko chora ao pedir o fim da guerra na Ucrânia antes de jogo contra a Escócia

Seleções decidem a vaga à Copa do Mundo do Catar em jogo atrasado das eliminatórias europeias

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2022 19h01 - Atualizado em 31/05/2022 19h11
ANDY BUCHANAN/AFP zinchenko Zinchenko se emocionou ao pedir o fim da guerra e dizer que crianças não entendem o conflito

O lateral-esquerdo titular da seleção da Ucrânia, Olexandr Zinchenko, do Manchester City, não deixou de abordar a guerra no país, durante entrevista coletiva concedida antes do duelo com a Escócia, pela repescagem das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo. “Temos que parar isso. Hoje, é a Ucrânia, amanhã, pode ser vocês”, disse o jogador. Zinchenko deixou o jogo com os escoceses, que acontecerá em Glasgow, em segundo plano, e falou sobre a realidade que o país de origem atravessa. “É impossível descrever o que acontece. É inaceitável. Por isso, temos que acabar com isso. Temos que vencer. A Ucrânia é o país da liberdade”, completou o ucraniano, em referência ao conflito bélico. Questionado sobre o papel que exerceu na guerra, Zinchenko afirmou se considerar “mais útil de Manchester, enviando dinheiro ou dando entrevistas”, assim podendo “contar o que está passando” o país. “Todos os ucranianos, e todo mundo, querem parar a guerra”, disse o lateral. Perguntado sobre o duelo com a Escócia, Zinchenko deixou claro que a seleção ucraniana está focada. “No futebol, nosso sonho é a classificação para o Mundial. Vamos tentar conseguir, tentar fazer as pessoas felizes. Nossa motivação vai além do 100%”, confessou.

*Com informações da EFE