Goleiro Martínez brilha nos pênaltis e Argentina encara o Brasil na final da Copa América

Arqueiro defendeu três cobranças e hermanos venceram a Colômbia por 3 a 2; o tempo normal foi 1 a 1

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2021 00h15 - Atualizado em 07/07/2021 00h16
Reprodução/ Twitter @CopaAmericaLautaro e Messi comemoram gol

A Argentina de Lionel Messi se classificou para a final da Copa América na noite desta terça-feira, 6, após empatar com a seleção da Colômbia por 1 a 1 e nos pênaltis vencer por 3 a 2. O jogo no Mané Garrincha teve até mais domínio dos colombianos, mas os hermanos foram mais efetivos. O gol saiu cedo. Aos sete minutos, Messi recebe na área, gira e entrega para Lautaro colocar a bola para dentro das redes, abrindo o placar. No lance seguinte, a Colômbia respondeu com Cuadrado chutando a queima-roupa em Martínez, e obrigando o goleiro a fazer uma grande defesa. Os colombianos ainda mandaram uma bola na trave aos 36 em cabeçada de Mina. Aos 43, González cabeceou cobrança de falta no chão e Ospina defendeu no susto.

No segundo tempo, a Colômbia continuou pressionando e empatou o jogo aos 16 minutos com Luis Díaz. Cardona fez um bom lançamento para Luis, que toca na saída do goleiro Martínez e iguala o marcador. Aos 27, a Argentina teve uma grande chance de voltar a marcar com Lautaro, que recebeu sozinho de frente para o gol, mas chutou errado e acertou Barrios. Aos 35, Di María passa para Messi que, marcado, gira e acerta a trave. De Paul pega o rebote, mas é bloqueado. E com o empate no tempo normal, a definição da vaga para a final ficou para os pênaltis.

Nas cobranças, o goleiro Martínez foi o destaque com três defesas. Sanchez, Mina e Cardona pararam nas mãos do arqueiro argentino, enquanto Borja e Cuadrado converteram. Do lado dos argentinos, Messi, Paredes e Lautaro fizeram suas cobranças e De Paul chutou para fora. Por 3 a 2, a Albiceleste avançou e fará o clássico contra o Brasil na final do próximo sábado, às 21h (horário de Brasília), no Maracanã. A Colômbia disputa o terceiro lugar com o Peru, na sexta-feira, às 21h.