Grêmio pode ser rebaixado para a Série B do Brasileirão na sexta-feira; veja como

Com a vitória do Juventude sobre o RB Bragantino, o Tricolor passou a ter um concorrente a menos e pode ter sua queda sacramentada já na próxima sexta-feira, 3

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2021 11h19 - Atualizado em 01/12/2021 11h27
JHONY PINHO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Borja leva as mãos à cabeça em partida do Grêmio Borja leva as mãos à cabeça em derrota do Grêmio

Após a realização de três jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro 2021 na última terça-feira, o Grêmio viu a sua situação ficar ainda mais complicada. Com a vitória do Juventude sobre o RB Bragantino, o Tricolor passou a ter um concorrente a menos contra o rebaixamento para a Série B e pode ter sua queda sacramentada já na próxima sexta-feira, 3, com duas rodadas de antecedência. Para evitar o descenso precoce, o time de Vagner Mancini não pode ser derrotado pelo São Paulo, em sua Arena, em duelo marcado para esta quinta-feira, 2, às 19 horas (de Brasília).

Caso perca para o rival paulista, o Grêmio precisa torcer contra Bahia e Athletico-PR, rivais diretos na luta contra o rebaixamento. Os baianos encaram o Atlético-MG, na Arena Fonte Nova, às 18 horas (de Brasília) da quinta-feira, e não podem ganhar do Galo, que pode garantir o título nesta partida. Já o Furacão, por sua vez, não poderia sequer empatar com o Cuiabá, na Arena Fonte Nova, às 19 horas (de Brasília) da próxima sexta. Se a combinação não acontecer, o Tricolor gaúcho ainda terá uma sobrevida diante do Corinthians, no domingo, 5, em São Paulo. Na última rodada, o Grêmio encara o Atlético-MG. Ontem, vale lembrar, o Sport tornou-se o segundo time a cair para a 2ª divisão de 2022 – o primeiro foi a Chapecoense.

Como o Grêmio pode ser rebaixado até sexta-feira

  • Triunfo do Bahia sobre o Atlético-MG na quinta-feira, 2, às 18 horas (de Brasília)
  • Derrota do Grêmio para o São Paulo na quinta-feira, 2, às 19 horas (de Brasília)
  • Empate ou vitória do Athletico-PR diante do Cuiabá, 3, às 19 horas (de Brasília)