Julián Álvarez, do River Plate, supera Hulk, Gómez e Gabigol e vence prêmio ‘Rei da América’

Entre as mulheres, Tamires, do Corinthians, foi eleita a Rainha da América, superando duas colegas de clube

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2021 15h39
Emilio RAPETTI / TELAM / AFP Atleta branco com camisa do River Plate (branca com faixa transversal vermelha) de braços abertos comemora após marcar gol Julián Álvarez é considerado uma das grandes promessas do futebol argentino

O atacante Julián Álvarez, do River Plate, superou três indicados de times brasileiros e foi eleito o ‘Rei da América‘, em premiação tradicional promovida pelo jornal uruguaio ‘El País’. Com 28% dos votos, o atacante de 21 anos superou Gabigol, do Flamengo, que ficou em segundo lugar com 21%, além de Gustavo Gómez, zagueiro do Palmeiras, e Hulk, atacante do Atlético-MG. Considerado uma das grandes promessas do futebol argentino, Álvarez marcou 29 gols em 67 jogos pelo clube, que foi campeão argentino e caiu nas quartas da Libertadores para o Atlético-MG, campeão brasileiro. Álvarez já foi convocado pela seleção argentina e disputou cinco jogos, todos saindo do banco de reservas.

Entre as mulheres, uma brasileira levou: a lateral-esquerda Tamires, capitã do Corinthians, foi eleita a Rainha da América, completando um ano perfeito da equipe alvinegra, que foi campeã paulista, brasileira e da Libertadores. Ela superou a colombiana Catalina Usme e as colegas de Corinthians Gabi Zanotti e Adriana. Se perderam o prêmio mais importante, os jogadores de times brasileiros dominaram a seleção do continente. O onze ideal eleito foi: Weverton (Palmeiras); Byron Castillo (Barcelona-EQU), Gustavo Gómez (Palmeiras), Junior Alonso (Atlético-MG) e Guilherme Arana (Atlético-MG); Willian Arão (Flamengo), Raphael Veiga (Palmeiras) e Arrascaeta (Flamengo); Julián Álvarez (River Plate), Hulk (Atlético-MG) e Gabigol (Flamengo). Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, foi eleito o melhor técnico.