Marrony e Borrero, do Atlético-MG, são flagrados em festa e cobrados por organizada

Assista ao momento em que os jogadores do Galo são repreendidos por membros da torcida

  • Por Jovem Pan
  • 30/11/2020 10h38 - Atualizado em 30/11/2020 12h01
Reprodução/TwitterMarrony, do Atlético-MG, foi cobrado por ir a balada durante a pandemia

Os atletas Marrony e Dylan Borrero, do Atlético-MG, foram flagrados em uma balada na noite do último domingo, 29, e acabaram sendo cobrados por integrantes de uma torcida organizada do Galo. Em vídeos que circulam nas redes sociais, ambos são repreendidos na porta da boate pelos torcedores, que lembram do surto de Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, que afetou o elenco alvinegro nos últimos dias. Em postagens, a uniformizada alega que recebeu denúncias e optou por ir até a porta do estabelecimento para cobrar os jogadores.

Nos vídeos, Marrony aparece acuado e se justificando, ao dizer que estava de folga e já tinha contraído a doença. Os torcedores, então, tratam os jogadores como irresponsáveis e afirmam que vão continuar fiscalizando a equipe, atual primeira colocada do Campeonato Brasileiro – o Atlético-MG ainda pode ser superado na tabela pelo São Paulo nesta quinta-feira, já que o Tricolor possui dois jogos a menos no torneio. “Todos têm acompanhado a crise do Covid-19 em nosso elenco e comissão técnica. E hoje, domingo, por volta da meia-noite, recebemos a informação de que os jogadores Marrony e Dylan Borrero estavam numa balada. Isso mesmo! Em plena pandemia, estes irresponsáveis estão em balada, com sério risco de contaminar pelo Covid e passar para os demais jogadores. Que irresponsabilidade! A fiscalização continua, independente de qual jogador for, nós iremos cobrar. Nós não aceitaremos isso jamais! Nenhum jogador é maior que instituição Clube Atlético Mineiro”, escreveu a organizada.