Ronaldo causa polêmica ao eleger seleção da Libertadores 2020 sem Marinho e Rony

Ex-jogador também foi criticado nas redes sociais por escolher Uendel, do Internacional, para compor a zaga

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2021 19h07 - Atualizado em 27/01/2021 19h07
Valladolid/ DivulgaçãoRonaldo Fenômeno escolheu sua seleção da Libertadores

A final da Copa Libertadores está chegando. No próximo sábado, às 17h (horário de Brasília), Palmeiras e Santos se enfrentam no Maracanã em busca da glória sul-americana. Para entrar no clima, o Banco Santander, um dos patrocinadores da competição, chamou o ex-atacante Ronaldo Fenômeno para montar sua seleção de craques da atual edição. O campeão mundial gerou polêmica com os escolhidos. Para o gol, Ronaldo escalou Arias (Racing) tendo na zaga Uendel (Internacional), Izquierdoz (Boca Juniors), Gustavo Gómez (Palmeiras) e Montiel (River Plate). No meio de campo três semifinalistas: Soteldo (Santos), Fernandez (River Plate), Ramirez (Libertad) e Salvio (Boca Juniors). No ataque Kaio Jorge (Santos) e Luiz Adriano (Palmeiras).

A ausência de Marinho chamou atenção dos torcedores nos comentários. O atacante é o segundo artilheiro do Santos na competição, somente atrás de Kaio Jorge (cinco gols contra quatro) e foi um dos principais nomes da equipe na campanha finalista. Outro desfalque questionado foi Rony. O jogador alviverde tem cinco gols na competição, mesmo número de Luiz Adriano e chamou a responsabilidade quando a equipe precisou. Os torcedores também não engoliram a escolha de Uendel para a zaga, já que o Internacional foi eliminado nas oitavas de final para o Boca Juniors. Concordam com a lista?