Rony, atacante do Palmeiras, é suspenso pela Fifa por quatro meses

A pena da Fifa tem como razão a ação judicial movida pelo Albirex Niigata, do Japão; Athletico-PR também é punido e fica impedido de contratar nas próximas duas janelas de transferências

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2020 13h34 - Atualizado em 13/07/2020 13h46
Bruno Ulivieri/Estadão ConteúdoRony é atacante do Palmeiras

O Palmeiras recebeu uma péssima notícia nesta segunda-feira (13). O atacante Rony, recém-contratado do Athletico-PR, recebeu uma suspensão da Fifa válida por quatro meses. A punição passa a ser aplicada imediatamente, sendo válida para campeonatos nacionais e internacionais. A informação foi publicada inicialmente pelo “Globoesporte.com”.

A pena da Fifa tem como razão a ação judicial movida pelo Albirex Niigata, do Japão. O clube japonês alegou que Rony não cumpriu o contrato assinado com o time, se transferindo para o Athletico posteriormente. Entenda o caso abaixo.

Além de estar impedido de entrar em campo, Rony também terá de pagar ao Albirex Niigata mais de 1.1 milhão de dólares (aproximadamente R$ 6 milhões), mais 5% de juros a partir de março de 2019 até a data do pagamento. O atleta tem até o dia 12 de agosto para quitar a divida.

A decisão também pune o Athletico-PR, responsável por comprar o atacante na ocasião, que fica impossibilitado de contratar nas próximas duas janelas de transferências. O clube paranaense e o jogador ainda podem contestar as penas na Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) em até 21 dias.

O CASO

Em 2017, o Albirex Niigata contratou Rony por empréstimo junto ao Cruzeiro e se via no direito de comprar o jogador em definitivo graças a uma pendência tributário. Depois do período de cessão terminar, os japoneses compraram o atleta, que disse não ter assinado qualquer vínculo e retornou ao Brasil.

O atacante fechou com o Furacão, ganhou a Copa do Brasil e a Sul-Americana, tornando-se importante peça no time paraense até ser vendido para o Palmeiras, no começo desse ano.