Robben no Brasil? Dirigente do Botafogo revela sondagem por holandês

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2020 08h55
EFE/Koen van WeelArjen Robben foi um dos principais jogadores da seleção holandesa

Vice-presidente do Botafogo, Ricardo Rotenberg revelou na última terça-feira (5) que chegou a sondar o holandês Arjen Robben, aposentado desde a metade de 2019. Em entrevista ao “Canal do TF”, o dirigente afirmou que tentou convencer o ex-jogador de 36 anos a voltar ao futebol profissional.

“Para mim, foi o melhor jogador da Copa de 2014. O Messi ganhou porque é o Messi e foi vice-campeão. Mas ele é meu ídolo, acho um grande jogador. Tem o risco porque está muito tempo parado. Sondei, ele soube e me respondeu. Ficou feliz com a procura do Botafogo”, disse Ricardo, membro do comitê de futebol.

Robben pendurou as chuteiras em julho do ano passado após não renovar com o Bayern de Munique. O holandês, no entanto, comentou recentemente que está com saudades dos gramados.

Para chegar em Robben, a diretoria do Botafogo recorreu ao empresário Marcos Leite, agente que ficou conhecido por ser intermediário nas negociações pelo japonês Honda, além da tentativa de contratar o marfinense Yaya Touré.

“Pedi ao Marcos Leite para ajudar a entrar contato com o Robben. Ele conseguiu o contato, falou com o empresário do Robben. Me ajudou nessa. Com o Obi Mikel, tratamos com outro cara. Mas o Robben foi com ele também. É muito difícil, está há muito tempo sem jogar e, se quiser, pode ganhar quatro vezes mais lá fora. Mas, ele sabe do Botafogo”, completou Ricardo Rotenberg.

Foco nos gêmeos 

Na entrevista, o dirigente do Botafogo também comentou que entrou em contato com os gêmeos Fábio, do Nantes (França), e Rafael, do Lyon (França). Ambos são torcedores do Alvinegro, mas possuem vínculo com os seus respectivos clubes até a metade de 2021.

“O Fábio ficou muito emocionado por receber uma ligação de um dirigente do Botafogo. O Rafael também, disseram que são alvinegros até a alma. Liguei para eles e falei: ‘o Botafogo quer vocês’. Mas, sabemos que os contratos deles vão até junho de 2021. Um pré-contrato só seria possível a partir de janeiro. Então, não podemos fazer nada até lá. Mas, as portas estão abertas. Eles deram entrevistas, falaram que gostariam de jogar no Botafogo. E respondi de volta: “o Botafogo também quer vocês”, declarou.

Por fim, o mandatário confirmou que o Glorioso seguirá tentando chegar em uma acordo pelos africanos Yaya Touré e Obi Mikel após a crise provocada pelo coronavírus. O Botafogo, ao mesmo tempo, está sofrendo durante a pandemia e precisou demitir 40 funcionários recentemente.