Jair Ventura exalta Jailson, mas implora: “chega, né? Pelo amor de Deus!”

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2018 14h49
Ricardo Moreira/Fotoarena/Estadão ConteúdoJair Ventura comandou o Santos na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no Pacaembu

Jair Ventura se impressionou com a atuação de Jailson na vitória do Palmeiras sobre o Santos, no último sábado, no Pacaembu. Após o jogo, o treinador alvinegro exaltou o goleiro palmeirense, lamentou o fato de ele ter conseguido um efeito suspensivo para jogar e “implorou” por uma partida pior do goleiro na próxima terça-feira, também no Pacaembu, pela volta da semifinal do Campeonato Paulista.

“Pior que ele nem ia jogar”, cutucou Jair. “Mas realmente é um goleiro que vive um momento fantástico. Não só o goleiro, mas a equipe do Palmeiras tem valores individuais. Foi decisivo. Chances como Renato, Gabigol, que é um exímio marcador, ele foi bem. Dar parabéns a ele, mas chega, né? Pelo amor de Deus!”.

O incômodo do treinador pelas chances perdidas era nítido na entrevista coletiva após o clássico. O Santos teve pelo menos quatro grandes oportunidades frustradas por defesas de Jailson.

“Não fazer o gol me incomodou. Mas foi mais mérito do Jailson do que demérito dos nossos atacantes. Fiquei incomodado pelo número de chances que criamos. Pelas oportunidades que foram apresentadas, infelizmente, não conseguimos vencer”.

Palmeiras e Santos voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (27), às 20h30 (de Brasília), no Pacaembu. Para se classificar no tempo normal, o time alvinegro precisa de uma vitória por pelo menos dois gols de diferença – um triunfo por um gol leva a decisão aos pênaltis.