Justiça nega rescisão imediata de Eduardo Sasha com o Santos

Nova audiência entre as partes foi agendada para o próximo dia 18 de agosto

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2020 21h43
Luís Moura/Estadão ConteúdoSasha tenta se desvincular do Santos na Justiça

Eduardo Sasha ainda não conseguiu se desvincular judicialmente do Santos. A juíza Norma Gabriela Oliviera dos Santos Moura, que assumiu o caso, indeferiu o pedido de tutela de urgência do jogador e marcou uma audiência sobre o caso para 18 de agosto. Desta forma, ele segue vinculado ao clube até lá.

O atacante solicitava a liberação imediata sob a argumentação de que estava impedido de assinar contrato com outro clube, o que foi rejeitado pela magistrada. “Não há nos autos a demonstração da existência de qualquer limite temporal acerca de eventual proposta de transferência do jogador, ora reclamante, para outra entidade de prática desportiva”, afirmou Norma.

Na semana passada, uma decisão inicial liberava Sasha do Santos, proferida por Carlos Ney Pereira Gurgel. Porém, após a revelação de que o juiz era torcedor do Atlético Mineiro, um dos clubes interessados na contratação do jogador, o próprio magistrado se declarou suspeito e revogou a rescisão.

Sasha acionou o Santos por conta de dívidas como atraso no pagamento dos direitos de imagem e do recolhimento do FGTS, além do salário, que teve corte de 70% sem acordo prévio com os atletas. O seu vínculo com o clube é válido até o fim de 2022. O caso é semelhante ao do goleiro Everson, que também não conseguiu uma decisão antecipada e teve audiência marcada para 24 de agosto.

* Com Estadão Conteúdo