Exclusivo: Gabriel Neves desembarca em Guarulhos e fala como jogador do São Paulo pela 1ª vez; assista

Na tarde desta segunda-feira, 30, o volante falou com o repórter Giovanni Chacon, do Grupo Jovem Pan, sobre a expectativa de representar as cores do Tricolor

  • Por Jovem Pan
  • 30/08/2021 14h27 - Atualizado em 30/08/2021 15h58
Reprodução/Twitter/@GiovanniChacon_Gabriel Neves é o novo reforço do São Paulo

O São Paulo ainda não anunciou, mas já fechou a contratação do meio-campista Gabriel Neves, que será cedido por empréstimo pelo Nacional (URU) até o fim de 2022. Na tarde desta segunda-feira, 30, o volante desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos e conversou com o repórter Giovanni Chacon, do Grupo Jovem Pan, sobre a expectativa de representar as cores do Tricolor. “Estou muito feliz. Na verdade, estou com expectativa muito alta de estar à altura do clube”, disse o atleta. “Eu tenho claro da tradição dos uruguaios no São Paulo”, complementou o jogador, ao ser perguntado sobre a passagem de outros conterrâneos pelo Morumbi. Ao todo, 17 uruguaios vestiram a camisa do time na história, sendo Pablo Forlán, Pedro Rocha, Darío Pereyra e Diego Lugano os de maior sucesso.

Gabriel Neves virou alvo do São Paulo ainda no começo desta temporada. Indicado pelo técnico Hernán Crespo, o meio-campista ficou perto de acertar com o Tricolor, mas viu o Nacional barrar o negócio. Agora, ele acerta com o time por empréstimo com opção de compra. A ideia é que ele dispute posição com alguns meio-campistas formados na categoria de base do clube, como Luan, Liziero e Rodrigo Nestor. Revelado pelo Nacional, ele soma 91 partidas oficiais na carreira, com quatro gols e 13 assistências. Além do uruguaio, a diretoria são-paulina ainda vive a expectativa de acertar, nesta sexta-feira, o retorno de Jonathan Calleri. O atacante argentino, que pertence ao Deportivo Maldonado (URU), está perto de fechar com o São Paulo por empréstimo, também válido até o fim do ano que vem. Na primeira passagem pelo Morumbi, em 2016, o centroavante colocou 16 bolas na rede em 31 jogos.