Exclusivo: Muricy Ramalho comenta negociação com representantes de Calleri

Ao longo do programa ‘Esporte em Discussão’, do Grupo Jovem Pan, nesta terça-feira, 13, o narrador Nilson Cesar enviou uma mensagem ao coordenador de futebol do clube, perguntando sobre a situação das tratativas e a possibilidade do centroavante retornar ao Morumbi

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2021 13h23 - Atualizado em 13/07/2021 19h05
Rubens Chiri/ São Paulo FCCalleri ficou no São Paulo por seis meses durante 2016

O São Paulo fez uma nova proposta ao Deportivo Maldonado, do Uruguai, para contratar o atacante Jonathan Calleri em definitivo. A situação da negociação, no entanto, é complexa, já que o grupo de investidores do argentino está dificultando o negócio, colocando entraves — os empresários não se empolgaram com a oferta do Tricolor e consideram que o atleta ainda pode atuar na Europa. Ao longo do programa “Esporte em Discussão”, do Grupo Jovem Pan, nesta terça-feira, 13, o narrador Nilson Cesar enviou uma mensagem a Muricy Ramalho, coordenador de futebol do clube, perguntando sobre a situação das tratativas e a possibilidade do centroavante retornar ao Morumbi. O ídolo da torcida são-paulina, então, respondeu que “está difícil”.

Calleri brilhou com a camisa do São Paulo durante seis meses, fazendo 16 gols em 32 partidas e liderando o time até a semifinal da Copa Libertadores da América de 2016. Depois disso, o atacante foi emprestado para diversos times europeus, como West Ham da Inglaterra, Las Palmas, Alavés, Espanyol e Osasuna, todos da Espanha. Vinculado ao Deportivo Maldonado até o fim de 2022, o atacante já informou que vê com bons olhos uma nova passagem pelo Tricolor. O negócio, porém, esfriou e segue para um rumo completamente incerto.

Em campo, o time treinado por Hernán Crespo tem um compromisso importantíssimo nesta terça-feira. A partir das 21h30 (de Brasília), o São Paulo recebe o Racing, da Argentina, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América — a volta está marcada para o dia 20, em território argentino. Sem os machucados Miranda, Luciano, Emiliano Rigoni, além do suspenso Bruno Alves e de Daniel Alves, convocado para seleção brasileira olímpica, o Tricolor deve começar a partida com: Tiago Volpi; Diego Costa, Arboleda e Léo; Igor Vinícius, Luan, Liziero, Benítez e Reinaldo; Joao Rojas (Gabriel Sara) e Eder.