Gerente do FC Cincinnati conta como convenceu Brenner a trocar o São Paulo pelos EUA

O gerente do time norte-americano, Gerard Nijkamp, explicou como convenceu o jovem a trocar o tricampeão do Mundial e da Libertadores pela desconhecida equipe estadunidense

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2021 17h47
Foto: MAURO HORITA/ESTADÃO CONTEÚDOBrenner comemorando gol com a camisa do São Paulo

O atacante Brenner surpreendeu ao aceitar a proposta do FC Cincinnati, dos Estados Unidos, e deixar o São Paulo, clube em que foi revelado e estava se destacando nesta temporada. Nesta terça-feira, 9, o gerente do time norte-americano, Gerard Nijkamp, explicou como convenceu o jovem a trocar o tricampeão do Mundial e da Libertadores pela desconhecida equipe estadunidense.

“Nós podemos ser uma ponte para a Europa. No passado, existiam muitas oportunidades para os grandes talentos brasileiros irem diretamente para lá, mas nós pegamos essa oportunidade no momento certo para trazer Brenner para nosso clube”, disse o dirigente do FC Cincinatti, que exaltou o futebol de Brenner. Ele é um acréscimo importante para a nossa equipe à medida que avançamos para o próximo ano, mas também para as temporadas futuras. Apesar da pouca idade, já demonstrou sua qualidade no mais alto nível no Brasil com o São Paulo e tem potencial para se tornar um jovem talento da Major League Soccer. Esta mudança é uma prova do compromisso de nosso grupo de propriedade em investir em jovens talentos e trazer o futebol vencedor para Cincinnati”, completou.

Brenner, de 21 anos, foi vendido ao conjunto norte-americano por 15 milhões de dólares (13 fixos + 2 condicionados à produtividade), o que equivale a cerca de R$ 80 milhões. Além disso, o São Paulo ficou com uma porcentagem do jogador, podendo lucrar ainda mais com uma venda futuro. Artilheiro da equipe na temporada, com 22 gols, Brenner deixou o Tricolor sem conquistar um título.