Seleção brasileira feminina domina, vence a Argentina e aumenta invencibilidade 

Melhor desde o começo do confronto, o time verde e amarelo venceu com tranquilidade, contando com gols de Debinha, Angelina e Nycole

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2021 18h05 - Atualizado em 17/09/2021 18h11
Sam Robles / CBFA seleção venceu a Argentina por 3 a 1 em campina Grande, na Paraíba

A seleção brasileira feminina bateu a Argentina por 3 a 1 na tarde desta sexta-feira, 17, em amistoso realizado no Estádio Amigão, em Campina Grande, na Paraíba. Melhor desde o começo do confronto, o time verde e amarelo venceu com tranquilidade, contando com gols de Debinha, Angelina e Nycole. As hermanas, por sua vez, fizeram o tento de honra com Florencia Bonsegundo. Desta forma, a Canarinho conquista o seu terceiro triunfo contra a Albiceleste sob o comando de Pia Sundhage – na estreia da técnica sueca, em 2019, as brasileira ganharam por 5 a 0. Já em fevereiro deste ano, o placar terminou em 4 a 1. De quebra, a seleção aumentou a invencibilidade para nove duelos – vale lembrar que a eliminação na Tóquio-2020 aconteceu nos pênaltis, diante do Canadá. Na próxima segunda-feira, 20, as rivais voltam a se enfrentar, desta vez no Almeidão, em João Pessoa, a partir das 16 horas (de Brasília).

Mesmo com Pia promovendo algumas mudanças na escalação inicial, a seleção brasileira tomou as rédeas do primeiro tempo, controlando a posse de bola e criando as melhores oportunidades do primeiro tempo. Em escapada pela direita, Ludmila fez boa jogada, cortou a marcação de Barroso e tocou para Debinha marcar. Na segunda etapa, a técnica sueca fez alteração tripla, tirando Marta, Ludmila e Tamires. Com mais fôlego, o Brasil resolveu o jogo com facilidade. Primeiro, Nycole recebeu nas costas de marcação e bateu com categoria. Depois, Érika aproveitou batida de falta e ajeitou de cabeça para Angelina completar. Já aos 28 minutos, Bonsegundo até aproveitou o cochilo das brasileiras para diminuir. A reação, no entanto, foi insuficiente para tirar a vitória da Canarinho.