Goleiro da seleção de futebol da África do Sul é morto em assalto

  • Por Agencia EFE
  • 27/10/2014 04h58

Goleiro e capitão da seleção sul-africana foi assassinado a tiros durante assalto à casa de sua namorada

Senzo Meyiwa

O goleiro e capitão da seleção de futebol da África do Sul, Senzo Meyiwa, foi assassinado na noite de domingo com um tiro durante assalto à casa de sua namorada, a cantora Kelly Khumalo, no leste de Johanesburgo, informou a imprensa local.

Dois homens armados entraram na casa – situada no bairro de Vosloorus de East Rand de Johanesburgo – e exigiram do jogador seu celular, dinheiro e outros pertences, enquanto um terceiro assaltante vigiava do lado de fora da casa.

“Senzo tentou proteger Kelly, porque um dos homens apontava uma arma para ela”, disse ao serviço de notícias “Eyewitness News” a delegada de Polícia da província de Gauteng, Sizakele Nkosi-Malubane, que explicou que o goleiro foi atingido por uma bala pelas costas ao intervir.

Meyiwa, que era jogador do Orlando Pirates sul-africano, tinha 27 anos e tinha ganhado nas últimas semanas a titularidade e a capitania na seleção nacional.

A Polícia ofereceu a quem forneça informação sobre os responsáveis do crime uma recompensa de 150 mil rands (cerca de 11.000 euros).

A notícia provocou consternação na África do Sul e figuras do mundo do futebol como o ex-jogador Mark Fish e o ministro de Esportes do país, Fikile Mbalula, deram seus pêsames à família e ao Orlando Pirates.

Meyiwa disputou sua última partida na sexta-feira no Orlando Stadium de Soweto, em Johanesburgo, em partida pela Copa Telkom.

O goleiro era um dos jogadores mais carismáticos e populares da África do Sul, e aparecia frequentemente nos jornais devido a sua relação com a polêmica estrela de “afro-pop” Kelly Khumalo.