Jovem Pan Esportes alcança 1 bilhão de visualizações no YouTube

Só em 2021, foram mais de 330 milhões de views, o que corresponde a quase um terço da audiência total desde a criação do canal, em novembro de 2015

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2021 14h11 - Atualizado em 27/08/2021 18h29
Reprodução/Jovem PanO programa "Canelada" é uma das atrações do canal Jovem Pan Esportes

O Jovem Pan Esportes alcançou a marca de 1 bilhão de visualizações no YouTube. O número expressa o processo de crescimento pelo qual passa o departamento de esportes da Jovem Pan nos últimos anos. Só em 2021, foram mais de 330 milhões de views, o que corresponde a quase um terço da audiência total desde a criação do canal, em novembro de 2015, e gera uma média de 40 milhões de visualizações por mês. Restando quatro meses para a virada do ano, a audiência de 2021 já é superior às marcas consolidadas de 2020 (224,5 milhões de visualizações), 2019 (236,6 milhões) e da soma de 2018, 2017, 2016 e 2015 (204,8 milhões). “Nós expandimos nossas transmissões e voltamos a ser uma emissora que cobre futebol de forma nacional. Essa sempre foi uma marca histórica da Jovem Pan. Somados rádio, YouTube, Panflix e outras plataformas, o esporte chega a se manter no ar por até 12 horas. Muitas vezes, são de três a quatro jogos transmitidos em apenas 24 horas”, comenta Gabriel Dias, gerente de esportes da emissora. “Somos, hoje, a página esportiva mais informativa e opinativa do YouTube brasileiro. Ofertamos conteúdo de segunda-feira a segunda-feira e fomos abraçados pelo público”, acrescenta Bruno Landi, editor-chefe do canal.

Os esforços concentrados na produção de conteúdo renderam marcas expressivas ao Jovem Pan Esportes nos últimos 120 dias. Apenas no sétimo mês de 2021, por sua vez, houve registro de 58,7 milhões de visualizações, maior marca na história do canal. Em 11 de julho, dia seguinte à realização da final da Copa América entre Brasil e Argentina, mais 5 milhões de views foram acumulados, recorde em apenas 24 horas. As visualizações acumuladas de maio a agosto de 2021 são 480% maiores em relação ao mesmo período de 2020.

A média mensal de espectadores únicos em 2021 beira os 12 milhões, e o número de inscritos também registra crescimento. A marca de 1 milhão de assinantes, alcançada em 2019, levou um ano e meio para ser dobrada. Neste momento, por sua vez, o canal já soma quase 2,7 milhões de inscritos, com média de 70 mil novos consumidores fiéis por mês. Nesse ritmo, projeta-se que os 3 milhões de inscritos serão alcançados até o primeiro bimestre de 2022. Somado a isto, a idade média do público que consome o Jovem Pan Esportes aponta para uma tendência de longevidade da audiência. A maior fatia dos espectadores (29%) tem de 25 a 34 anos. Em seguida, aparecem as pessoas de 35 a 44 anos (25%) e, logo depois, de 18 a 24 anos (15%). Ou seja: 70% dos consumidores não têm nem 45 anos.

Tais marcas são reflexo de uma variedade de conteúdos apresentada pelo canal no YouTube e na plataforma Panflix. O tradicional “Esporte em Discussão”, programa de debate diário da hora do almoço, ganhou, desde janeiro, a companhia do “Canelada”, nova atração pós-jogo exibida depois das rodadas. O cardápio de programas da Jovem Pan ainda conta com o “Camisa 10”, o “Pergunte ao Vampeta”, que mescla humor e futebol, além do “Um Contra Um”, o “Papo de Setorista” e o “Cadeira Cativa”. Sem falar, é claro, no carro-chefe: as transmissões dos principais jogos de futebol, com imagem voltada aos narradores, comentaristas e repórteres. Desta maneira, a Jovem Pan oferta programas e jogos ao vivo, mas também dá espaço a conteúdos on-demand, como cortes de comentários, narrações de gols, trechos de coletivas, vídeos virais e melhores momentos das partidas.