Mano vê evolução no desempenho da equipe e rasga elogios a Guerrero e Ralf

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2014 07h49
SÃO PAULO, SP – 09.11.2014: BRASILEIRO/CORINTHIANS x SANTOS – Guerrero, do Corinthians, em lance – Partida entre Corinthians e Santos, válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2014, realizada no Itaquerão, na zona leste da capital paulista, neste domingo. (Foto: Mauro Horita/Agif/Folhapress)Guerrero comanda vitória corintiana diante do Santos na Arena

Muito vivo. É assim que o técnico Mano Menezes vê o Corinthians na briga por uma vaga na Libertadores 2015, principalmente, após bater o Santos por 1 a 0, na Arena, no clássico paulista da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico disse ver “clara evolução” no desempenho da equipe na temporada e rasgou elogios à Ralf e Guerrero, que retornaram depois de longas ausências, e foram fundamentais para o trifundo corintiano dentro de casa. 

Mano celebrou a vitória e a permanência do Timão no alto da tabela. O treinador, porém, alertou para a sequência díficil de jogos que o time possui até o final do torneio. “Em que colocação o Corinthians está agora? Está dentro da Libertadores com qualquer resultado [na Copa do Brasil]. Se souber fazer a conta direitinho vai ver que estará. Se um dos quatro primeiros ganha a Copa do Brasil abre uma vaga. Hoje, estaríamos na Libertadores. Mas ainda faltam rodadas importantes e temos de manter o rendimento”. Antes do fim do Brasileirão, o Corinthians ainda enfrenta: Bahia [fora], Goiás [fora], Grêmio [casa], Fluminense [fora] e Criciúma [casa].

Se o Corinthians se manteve irregular durante todo o torneio, pelo menos nos clássicos, o time se mostrou consistente. “É bastante clara a evolução que a equipe teve na temporada. Tivemos dificuldade nos clássicos no Paulista, propusemos alteração no grupo, e aí veio o Campeonato Brasileiro e jogamos seis clássicos e vencemos quatro. Sei que as pessoas querem mais, eu também quero, sou exigente com o meu trabalho, mas se nos apoiarmos em coisas claras podemos ver como a equipe melhorou”, avaliou o treinador gaúcho. 

O treinador ressaltou a importância do retorno de Guerrero, que cumpriu suspensão imposta pelo STJD, ao time titular. “Eu estava assistindo à comemoração dos jogadores no vestiário e vi um ambiente que me deixa orgulhoso como comandante. Só assim se pode chegar a algum lugar. Às vezes não é possível ser campeão, mas pode ser vencedor na temporada. Aliado a esse comportamento fora do campo, tivemos um comportamento exemplar dentro do campo. O Guerrero vive o melhor momento dele em termos técnicos, está com a confiança grande, ele mudou, porque mudamos o posicionamento e a característica do jogo”, disse. 

Outro que teve sua atuação destacada por Mano foi o volante Ralf, longe dos gramados por mais de 10 partidas e que retornou como capitão da equipe. “Eu preciso respeitar a característica dos atletas e fazer escolhas. E você ter um jogador como ele, que é titular absoluto desde 2010, com ele fazendo essa função o Corinthians ganhou tudo. E é óbvio que a  presença dele, o conhecimento dele, tem acréscimos importantes para a equipe como um todo. E o Ralf é exemplar em todos os aspectos”, finalizou o treinador.