Brasil é derrotado pela Alemanha no basquete e fica sem vaga nos Jogos de Tóquio

Moritz Wagner, que deixou o banco no segundo quarto, foi o jogador mais importante dos germânicos, virando o jogo e mantendo os alemães à frente até o final

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2021 16h13 - Atualizado em 04/07/2021 16h23
Reprodução/Twitter/@FIBAMoritz Wagner comemora ponto feito em Alemanha x Brasil no Pré-Olímpico de basquete

A seleção brasileira de basquete masculina não irá disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio. Em partida emocionante e equilibrada, realizada na tarde deste domingo, 4, o Brasil foi derrotado pela Alemanha por 75 a 64, na decisão do Pré-Olímpico de Split, na Croácia, ficando sem a vaga para a Olimpíada de Tóquio, que começa no próximo 23 de julho. Moritz Wagner, que deixou o banco no segundo quarto, foi o jogador mais importante dos germânicos, virando o jogo e mantendo os alemães à frente até o segundo final.

Apesar de sair atrás, levando um 6 a 0 logo de cara e mostrando dificuldades no ataque, o time treinado pelo técnico Aleksandar Petrovic buscou uma reação imediata, com boas cestas de Hettsheimeir e Alex, terminando à frente com um 17 a 14. No segundo quarto, no entanto, o Brasil voltou a cometer erros na frente, desperdiçando arremessos de três e cometendo muitas faltas na marcação. Além disso, a seleção passou a sofrer com Wagner, que saiu do banco de reservas e emplacou uma sequência positiva de chutes de três, colocando a Alemanha em vantagem no fim do primeiro tempo, com um 36 a 34.

O terceiro quarto seguiu a mesma toada do restante da partida, com a seleção brasileira mostrando um forte sistema defensivo, mas pecando com a bola em mãos. Além disso, com o passar do tempo, os jogadores brasileiros passaram a fazer muitas faltas, cedendo à Alemanha alguns lances livres. Anderson Varejão, que ingressou no jogo bem, passou a se destacar. Assim, os germânicos terminaram a etapa com seis pontos à frente. Tenso, o Brasil seguiu lutando no último e derradeiro quarto, mas errou excessivamente no ataque, desperdiçando até quatro ataques seguidos. Para piorar a situação, Alex, camisa 10 do time, fez a quinta falta, se despedindo do jogo precocemente. No fim, a seleção até lutou, mas viu a desvantagem ampliar nos minutos finais.